Teste – Scania T124 LA 420

Scania T124 LA 420




Scania T124 LA 420

Grande, eficiente e confortável. Esta é a maneira mais simples de descrever o Scania T124 6X2, um pesadão que a montadora está colocando no mercado para atender o segmento de transporte de longa distância. Um dos destaques do veículo é a suspensão a ar, que conjugada com a eletrônica, transfere o peso da carga para o eixo motriz, para dar mais eficiência à tração, além movimentar a plataforma de carga e facilitar o engate e desengate do cavalo-mecânico.

O Scania T 124 6X2 é daquele tipo de caminhão que o carreteiro começa a dirigir antes de entrar na boléia. Não se trata de mágica, estamos falando apenas daquilo que passa na imaginação de um motorista estradeiro que depara com um bruto robusto, principalmente se o caminhão que ele trabalha é de menor porte ou mais antigo.

Depois de entrar na boléia e assumir o volante, não demora para o profissional do volante perceber que o impacto visual confere com o comportamento do T 124 6X2 em operação, graças ao seu motor de 420cv de potência com injeção de diesel gerenciada eletronicamente.

Trata-se um propulsor com torque plano, isto é, apresenta um alto torque em baixa rotação, na faixa de 1050 a 1400rpm. O carreteiro não escuta seu ronco, no máximo ouve o chiado da turbina. Este motor é assistido pelo ATC – Assistência e Trabalho Constante, que por ocasião da revisão, o profissional da concessionária pluga o computador para detectar eventuais falhas. O sistema se estende até o ABS. Resumindo, sua performance em operação merece elogios.

O grande e potente motor empurra a Scania com facilidade
O grande e potente motor empurra a Scania com facilidade

O caminhão avaliado rodou com um semi-reboque sider de três eixos lastreado com uma carga de 26 toneladas de pedra acondicionadas em caixas. O motor de 12 litros empurra bem o conjunto, inclusive em trechos de aclive, enquanto que o sistema de freio retarder cumpre com eficiência sua parte, quando o bruto tem de enfrentar ladeiras sem aquecer as lonas.

Trata-se de um sistema hidráulico que trabalha conjugado com a caixa de câmbio, e que tem sua potência elevada para até mais de 880cv quando trabalha em conjunto com o freio motor. O retarder pode ser utilizado na condição automática ou manual.

Bonita, confortável e eficiente
Bonita, confortável e eficiente

A alavanca de câmbio é bem posicionada e as mudanças de marchas são realizadas sem esforço, facilitando o trabalho do motorista, como acontece com a maioria dos veículos modernos de carga. A caixa de transmissão, fabricada pela própria Scania, tem 12 velocidades mais duas crawler superlentas, totalizando 14 marchas, além de duas ré, sendo uma delas reduzida.

Esta caixa de 12 velocidades amplia os recursos do veículo. Na subida, por exemplo, a alavanca de trocas opera em três posições básicas com spliter multiplicador de reduzidas.

A dirigibilidade é facilitada, ainda, pelo controlador de velocidade constante, acionado na chave de setas, através do qual o veículo roda sem necessidade do motorista pisar no acelerador. Um toque no pedal do acelerador ou no freio desaciona o sistema. Estes itens são de grande importância em caminhões estradeiros que percorrem longas distâncias.

Painel - Sistema de controle de velocidade facilita a vida do motorista
Painel – Sistema de controle de velocidade facilita a vida do motorista

O Scania T 124 LA 6X2 é um recém-chegado à família de pesados da marca. Foi apresentado pela primeira vez ao público em São Paulo, durante a realização da Fenatran, em novembro do ano passado. Seu entre-eixo tem 3.500mm, contra 3.100mm da versão cara-chata que está no mercado desde março de 1998.

Os benefícios gerados pelo conjunto de suspensão a ar dos eixos traseiros do cavalo-mecânico controlada pelo ELC merecem ser destacados. Eletronic Level Control, ou Controle Eletrônico de Nível, em português, é um sistema que ajuda o motorista na hora de carregar ou descarregar o caminhão, porque permite controlar a altura da plataforma do veículo.

Eletronic Level Control
Eletronic Level Control

Além de poder elevar a altura da carga com o caminhão em movimento para melhorar a estabilidade, o sistema conta com uma memória na qual o carreteiro pode salvar a posição desejada. O equipamento tem curso de 270mm e facilita, também, a operação para atrelar e desatrelar o cavalo-mecânico da carreta.

No caso da carreta tracionada por um cavalo-mecânico 6X2 – com suspensão a ar – o sistema pode otimizar a propulsão transferindo 60% do peso da carga para o eixo de tração. Esta operação é feita através de um botão no painel, ao lado direito do volante de direção, e por motivo de segurança existe uma válvula limitadora que não deixa o sistema compressor sobrecarregar o eixo.

Sistema de transferência de peso para o eixo de tração
Sistema de transferência de peso para o eixo de tração

Como o terceiro-eixo incorpora um sistema eletrônico, a Scania recomenda que o cavalo-mecânico seja adquirido com equipamento original, além do fato de ser 200 quilos mais leve do outro trucado por conta do comprador do veículo. O equipamento para movimentar a plataforma de carga, a otimização da tração e o levantador de eixo são itens básicos no modelo T 124 6X2.

A cabine tem piso reto, teto alto com duas luzes espia e entrada de ar. O ar condicionado tem controle de temperatura. O motorista conta com amplo espaço de circulação, cama bem dimensionada e lugar para guardar ferramentas, roupas e objetos pessoais. A suspensão a ar e o baixo nível de ruído do motor também contribuem para o conforto do motorista e ajudante.

Cabine alta, confortável e bem ventilada - Conforto para o motorista
Cabine alta, confortável e bem ventilada – Conforto para o motorista

O painel de instrumentos envolvente é o mesmo de outros modelos da série 4 e incorpora tacógrafo eletrônico. As regulagens do volante permitem ao motorista encontrar a posição mais adequada para ele dirigir, enquanto que o banco do motorista dispõe de várias regulagens e amortecimento pneumático é item opcional para o do ajudante.

Ficha Técnica:

scania124 

Fonte: Revista O Carreteiro




6 comentários em “Teste – Scania T124 LA 420

  • 15/02/2011 em 21:52
    Permalink

    Gostaria de saber qual a temperatura normal de trabalho dos motores Scania,nos caminhões e onibus.

    Resposta
  • 12/09/2010 em 21:01
    Permalink

    qual a temperatura ideal de trabalho de um motor 124 estacionario.

    Resposta
  • 13/08/2010 em 23:35
    Permalink

    Se possível quéro que a Scania mande um vídeo pela a internét atrvés de meu site, de como proceder as mudanças de marchas no seu tempo certo, da Scania DSC 12 420, de 14 marchas, sendo 12 sincronizadas e 2 (crawler) super lentas. desde já, o meu muito obrigádo.

    Resposta
  • 13/08/2010 em 23:27
    Permalink

    É realmente um produto de qualidade, pois eu tive o privilégio de dirigir um ônibus Scania urbano, náquele momento percebí sua robustêz e durabilidade, ele só dava prégo de pneu, ísso guando furava.

    Resposta
  • 13/08/2010 em 23:19
    Permalink

    sinceramente, é preciso mais empenho de minha parte, porque eu opéro apenas ônibus urbanos, porisso o meu interêsse pelos caminhões scanias, pois eu estou trocando minha C.N.H para a categoria (E). minha perguntaé a mesma do nosso amigo Hector. porisso, abraços de felicidades do amígo Manéco.

    Resposta
  • 13/05/2010 em 16:24
    Permalink

    eu queria sabe que é spliter multiplicador de reduzidas e crawler superlentas
    e qual é o torque desse motor ????

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!