Caminhões Puma

O texto abaixo é de autoria do Felipe Nicoliello, escritor do blog Puma Classic.

Algumas pessoas não sabem, verdade, já me deparei com amantes da marca Puma que não sabiam do setor de Caminhões da Puma, então vamos falar um pouco desse tema, que adoro muito, o primeiro caminhão que dirigi era um Ford 1948 cambio seco e freio sem hidrovácuo, isso em 1973, o bicho já era velho aqui na empresa e era utilizado como caminhão pipa para irrigação dos jardins. Sempre fui apaixonado por caminhões, em especial o Puma, por ser revolucionário em design e detalhes técnicos. Aqui não vou contar toda história, principalmente a técnica por ser longa, mas em um futuro livro quem sabe. Muitas coisas técnicas sobre o assunto aprendi com o Engenheiro Ronaldo Brochado, que trabalhou na Puma no final dos anos 70 e começo dos anos 80 e fui a ele apresentado pelo Newton Masteguin.
Aqui um pequeno depoimento do Newton, filho do Milton Masteguin, um dos antigos donos da Puma:
“As cabines nasceram para atender a necessidade de empresas como Ultragás e Coca-Cola que tinham muitos problemas com a ferrugem das cabines de chapa, especialmente em entregas no litoral e, o negócio deu tão certo que acabou se transformando em uma nova divisão de negócios da Puma, comum caminhão inteiramente projetado por ela (e depois bastante copiado em alguns detalhes por outra montadora) assim como linha de chassis de micro ônibus, caminhão elétrico, etc. Newton”.
Aliados ao problema de ferrugem, que era muito drástico para quem não podia parar com a frota, a capacidade de carga era muito importante, porque essas empresas até hoje fazem entregas urbanas e necessitam abranger um número maior de clientes em sua rota de entregas. Hoje em dia a coisa é bem setorizada nas grandes cidades, mas na época, uma frota atendia a cidade inteira. Então a Puma desenvolveu a cabine “cara chata”, chamada de CABINE FRONTAL PUMA, para ser colocada em caminhões Chevrolet, Ford, Dogde e outros. A adaptação era simples, mudava-se a caixa de direção, os pedais e a alavanca do cambio, que lembrava os antigos ônibus urbanos, que vinha lá de trás. O restante dos componentes, fora vidros, utiliza-se do próprio caminhão doador, era só parafusar a cabine em cima do chassis do caminhão e estava pronto. A fibra dessa cabine era muito grossa, com a chamada “carga” no processo da fibra de vidro, para dar rigidez a um veículo de trabalho. Sei bem disso porque tive uma Cabine Avançada Leito (cabine dupla), que eu colocaria em um caminhão Dogde, mas depois a idéia não se realizou, piquei e joguei fora em 1998, dá para acreditar?
A Puma fabricava essas cabines em outra fábrica na Vila Prudente, um setor completamente independente. Isso aconteceu em 1970 e já nos primeiros anos de vida, o Caminhão Puma era alvo de olhares pelas ruas de São Paulo, com o emblema mais carismático que existe: Coca-cola. Eram caminhões vermelhos, cor bem viva, com cara futurista, carregando um produto muito adorado pela juventude. Não tinha uma pessoa ligada ao meio automobilístico que não comentava sobre o novo produto Puma. Existiam dois modelos distintos no desenho, o Luxo e Standard e em duas configurações, Cabine Frontal e Cabine Avançada Leito. Sobre o caminhão convencional, o Puma ganhava 1,07 m de comprimento linear no chassis, proporcionando 1/4 a mais de espaço útil para carga. Mesmo a Cabine Avançada, ainda era mais curta que a cabine tradicional dos caminhões comuns e o espaço interno era bem maior.
Depois disso a Puma desenvolveu um caminhão totalmente montado por ela, cabine, chassis, suspensão, freios e com motor es MWM ou Perkins a escolha do cliente, mas isso é outro capítulo, para ser contado junto com o primeiro Micro Ônibus a álcool do mundo, feito pela Puma, como bem lembrou meu amigo Marcos Pasini (ex-engenheiro Puma) no último sábado no lançamento de seu livro.




Fonte: Puma Classic

Inscreva-se




4 comentários em “Caminhões Puma

  • 05/04/2013 em 00:07
    Permalink

    O MEU JESUS, JA TIVE A INFELICIDADE DE COMPRAR UM PUMA DESSE , E VOU TE FALAR ACHO QUE SE EU MORRER HOJE VOU DIRETO PRO CÉU, POIS ELE ME FEZ PAGAR TODOS OS MEUS PECADOS!! COMO EU SOFRI COM ESTA PORCARIA COM MOTOR PERKINS, E SEU CAMBIO MUXIBENTO!! DEUS ME LIVRE, AINDA BEM QUE PASSOU

    Resposta
  • 24/09/2009 em 07:56
    Permalink

    Estou restaurando um caminhao puma, porém a cabine nao tenho ano de fabricação.Não é nem um modelo q vejo na internet. Quem tiver mais modelos me mande para q posso descobrir o ano de fabricação. grato.

    Resposta
    • 24/09/2009 em 08:36
      Permalink

      Infelizmente, eu não possuo mais informações a respeito desses caminhões, porém, no post, tem um link do blog Puma Classic, que tem tudo sobre caminhões e carros Puma. Clica lá e fala com o dono do site, tenho certeza que ele irá te ajudar.
      Abraços

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!