Obras e má sinalização aumentam acidentes em estradas no ES

As obras de recuperação de estradas federais no Espírito Santo estão provocando queixas dos motoristas. Segundo eles, o principal problema é a falta de sinalização.

A pista está sendo duplicada. À medida que o terreno é preparado, vão aparecendo desníveis de mais de meio metro.




A pista está sendo duplicada. À medida que o terreno é preparado, vão aparecendo desníveis de mais de meio metro.

Por sorte, um caminhoneiro se machucou pouco ao bater em uma mureta em construção na Rodovia do Contorno, em um trecho da BR-101 Norte, que corta a Grande Vitória. “Foi deus que ajudou”, disse. “Foi uma armadilha, eu caí numa armadilha.”

Acidente sofrido pela confusão causada pela sinalização
Acidente sofrido pela confusão causada pela sinalização

O trecho da rodovia onde aconteceu o acidente agora está interditado e mais sinalizado. O trânsito foi desviado para pistas laterais. Só que existem outros trechos com mais obras e menos sinalização.

A pista é estreita, movimentada e mal conservada. Enquanto a obra não acaba, o caminhoneiro Rubens Castro afirma que é preciso ter cuidado. “Espia a pirambeira, olha que perigo a sinalização.”

A pista está sendo duplicada. À medida que o terreno é preparado, vão aparecendo desníveis de mais de meio metro. Algumas placas de sinalização não resistem ao tráfego intenso na rodovia.

A noite também é de perigo na BR-262, que liga o Espírito Santo a Minas Gerais. Na quarta-feira (29), justamente no trecho que está sendo recapeado, um ônibus de passageiros bateu num caminhão. Um carro também foi atingido e caiu no barranco, de mais de 10 metros de altura.

A noite, a pista se torna quase intrafegável
A noite, a pista se torna quase intrafegável

O motorista sobreviveu. E reclamou da sinalização. “Eu não sei qual o caminho eu faço, porque está ruim demais”.

Camadas de asfalto foram retiradas em vários pontos da rodovia. Com poucas placas, sem faixas que indiquem o meio da pista ou o acostamento, a escuridão vira um desafio para o motorista.

A responsabilidade pelas obras e pela sinalização é do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (DNIT). Agora, diante de mais problemas, a polícia notificou o órgão para que tome providências.

O superintendente do DNIT no Espírito Santo, Élio Bahia, declarou que a sinalização nas estradas federais no estado não está deficiente. Ele considera que os acidentes têm sido provocados, principalmente, pelo desrespeito aos limites de velocidade.

Para assistir a um vídeo com a matéria completa do Jornal Nacional, CLIQUE AQUI.

Fonte: G1

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!