Operação em veículos com carga perigosa autua 31 caminhões na BR-386




Para prevenir acidentes de veículos com carga perigosa, o governo do Estado promoveu, nesta quinta-feira (30), no posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da BR-386, em Montenegro, uma operação de fiscalização que reuniu oito órgãos da administração estadual, envolvendo 25 agentes. Na quinta ação fiscalizadora de 2009, foram notificados 26 caminhões que trafegavam em condições irregulares ou por apresentarem problemas com as notas fiscais das mercadorias. Outros cinco foram retidos. No total, 438 veículos com cargas comuns foram vistoriados entre 9h e 17h. A Defesa Civil do Rio Grande do Sul também entregou aos motoristas material explicativo sobre a gripe A (H1N1).

Entre os itens revistados, estiveram os documentos dos veículos, a licença para o transporte de cargas perigosas, kits de emergência e os equipamentos de proteção individual. Também foi verificado se o motorista tinha habilitação e treinamento específicos para o tipo de transporte conduzido. Foi aplicada ainda uma pesquisa sobre o transporte rodoviário de produtos perigosos, para conhecimento dos hábitos dos motoristas e da quantidade de horas trabalhadas por dia. Os acidentes com cargas químicas podem trazer danos ao meio ambiente e à população.

“Com esse trabalho, temos certeza de que estaremos reduzindo os acidentes com cargas perigosas”, disse o capitão da Defesa Civil e coordenador da operação, Carlos Nodir Gonçalves, acrescentando que as ações ocorrem em todas as regiões gaúchas. Durante a fiscalização, técnicos da Secretaria da Fazenda e do Batalhão Fazendário da Brigada Militar vistoriaram mercadorias e as notas fiscais, para comprovar se estavam de acordo com a legislação. Nas abordagens aos veículos, agentes da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) inspecionaram as condições do transporte.

Os motoristas aprovaram a medida. Para Adriano Foss, 31 anos, de Gramado, “a fiscalização é sempre importante”. Ele ressaltou que mantém os documentos em dia e que, por isso, não tem por que se preocupar com as vistorias. Seu caminhão transportava, na manhã desta quinta-feira, uma carga procedente do Pólo Petroquímico de Triunfo. Já o caminhoneiro Cristian Sauder, 32 anos, de Lajeado, destacou a iniciativa conjunta entre diversas entidades da esfera estadual. Para ele, a operação é significante até mesmo para a segurança dos motoristas que trafegam pelo trecho da BR-386. Na última operação, em junho, em Rio Grande, foram fiscalizados 277 veículos, entre normais e com cargas perigosas, e 13 foram autuados.

Também participaram da operação desta quinta-feira o Corpo de Bombeiros, o Grupo de Busca e Salvamento da Brigada Militar, a Secretaria Estadual da Saúde, através do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), e servidores do Palácio Piratini. A blitz contou ainda com membros da Secretaria Municipal de Saúde de Montenegro e com o apoio de agentes da Polícia Rodoviária Federal.

Fonte: Diario de Canoas Online

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!