Pastoral rodoviária – Os padres estradeiros

Os 3 Padres da Pastoral Rodoviária




Os 3 Padres da Pastoral Rodoviária

Um pouco de história – A Pastoral Rodoviária (Serviço da Igreja Católica Apostólica Romana ao povo da estrada), ligada à Congregação da Missão Província do Sul, de Curitiba-PR, está atuando nas estradas do Brasil desde 1976. A Pastoral Rodoviária, nesse estilo como é feita no Brasil, é única no mundo.

Equipe da Pastoral Rodoviária – Estão envolvidos em tempo pleno na Pastoral Rodoviária três padres da Congregação da Missão (Lazaristas), congregação fundada por São Vicente de Paulo, na França, em 1625. Os padres da Pastoral Rodoviária pertencem à Província de Curitiba-PR:

1) Padre Mário (Marian Litewka), nascido aos 07/08/1937 em Cracóvia, Polônia. Sacerdote desde 18/10/1961. No Brasil, desde 1962. E nas estradas desde 1976.
2) Padre Germano (Germano Nalepa), nascido aos 05/07/1956 em Campo Magro-PR. Sacerdote desde 23/12/1979. Na Pastoral Rodoviária a partir de 1996.
3) Padre Miguel (Miguel Staron), nascido aos 13/07/1955 em Contenda-PR. Sacerdote desde 23/03/1980 e nesta Pastoral desde 1993.

A Pastoral Rodoviária tornou-se viável, porque muita gente tem ajudado a Equipe ao longo dos anos.

Nossa Senhora da Estrada – Os padres divulgam a devoção à Nossa Senhora da Estrada, distribuindo, ao final das celebrações, decalques, posters e selinhos adesivos com a imagem d’Ela, bem como rosários. O quadro original de Nossa Senhora da Estrada encontra-se na igreja “Del Gesú” em Roma, na Itália. Foi pintado por um artista desconhecido, talvez há uns 800 anos. Alguém colocou esse quadro numa capelinha à beira da estrada, no início do caminho que saía de Roma para o interior. Já naqueles tempos, viajar pelas estradas era uma tarefa difícil (mato fechado, rios sem pontes) e perigosa (feras e bandidos). Os viajantes costumavam parar na frente da capelinha à beira da estrada e oravam a Deus pedindo a sua proteção por intercessão da Virgem Maria. Com o decorrer do tempo, o pessoal começou a chamar a imagem da Mãe de Jesus Cristo, que estava dentro daquela capelinha, de imagem de Nossa Senhora da Estrada.

Serviço religioso – Os padres da Pastoral Rodoviária viajam pelas rodovias de todos os Estados do Brasi. Nos trajetos visitam, ao menos uma vez por ano, aproximadamente 7.000 postos de combustíveis. O número de postos, onde se celebram as Missas dos Motoristas, ultrapassa atualmente a quantia de 1.600. Para o serviço pastoral, a Equipe dispõe de três caminhões-capela (as capelas estão montadas dentro de furgões). Abrindo a porta traseira do furgão, surge o altar, as caixas de som, o microfone, os folhetos da celebração, as folhas de cânticos e os demais assessórios preparados para fins religiosos. Os serviços prestados pelos padres da Pastoral Rodoviária são gratuitos, compreendendo missas e outros atendimentos pastorais.

O Roteiro com a programação das Missas dos Motoristas é organizada a partir de convites (pedidos) feitos pelos proprietários ou gerentes dos estabelecimentos rodoviários.

Fonte: Site da Pastoral Rodoviária

Inscreva-se




11 comentários em “Pastoral rodoviária – Os padres estradeiros

  • 18/05/2013 em 07:50
    Permalink

    Quero divulgar aqui um poema que escrevi ao mundo dos caminhoneiros, principalmente poruqe que são pouco lembrados pela história, mas trabalharam muito pelo desenvolvimento deste pais..

    CAMINHONEIRO
    “Fé em Deus e pé na tábua”
    Coladas num álbum, sempre esquecidas
    quando relembradas, com emoção
    Fotos antigas, histórias contadas
    do caminhoneiro e seu caminhão.
    Uma época difícil, viagens demoradas
    Onde a coragem era habilitação.

    Tal qual um lápis, colorindo uma história
    Acelerando o tempo, virando a direção
    Faz com a solidão uma parceria
    Poucas estradas, carreadores, picadas, sertão!
    Uma olhada ao seu redor, conforto, alegria
    E quanto mais ele trouxe as suas mãos.

    Saudades, lembranças, angustias
    Sem fone, computador, televisão.
    Uma conversa com a família;
    Horas de espera por uma ligação.
    No painel grudado, via
    São Cristovão: companheirão!

    Queixo duro, caixa seca, reduzida,
    Na boleia um homem com disposição.
    A palmos medindo a subida
    Viagem uma aventura; paciência e lentidão
    Freio, cheiro de lona, marcha engrenada
    Curvas, descidas com muito perigo; tensão!

    Na carroceria; erva mate, caixas ou sacaria
    Contra-feixe, molejo e jumelo em ação.
    Barro, solavanco, atoleiro quando chovia
    Preparado com corrente na tração,
    Amigos ajudando a vencer a travessia.

    Água, linguiça defumada e pão: a alimentação.
    Na madrugada aproveitando
    Poucos movimento, o poeirão vencendo
    Subindo ou descendo, os faróis oscilando
    Barrancos, cercas, árvores aparecendo
    A luz “procurando” as borboletas gracejando
    Pneus lentamente se movendo.

    Ao longe escutando,
    Em alta rotação o motor gemendo,
    E um caminhão;…indo…indo…indo…indo…indo

    No acelerador pisando,
    e o Fênêmê no toco roncando.
    Na segunda reduzida; firme tracionando,
    E o Fordão F600 topando,
    para traz o barreiro ficando.
    Buracos desviando, pirambeira contornando
    O Chevrolet Brasil andando.
    Nas costelas trepidando, encerado empoeirando
    Um Mercedinho cara-chata encarando.
    Ao longe escutando a primeira pedindo
    E um caminhão;…indo…indo…indo…indo…indo

    O rádio chiando:
    Bola para Pelé e é Goooooooool da seleção!
    Cantando e assoviando aquela canção,
    Parada na gruta, rezando
    A Santinha pedindo: benção e proteção.

    Depois de descarregado
    Sua partida já é comemoração
    Uma noite na hospedaria, o tão esperado
    Banho quente, boa janta e colchão.
    O descanso conquistado!
    Frete de retorno, revisando o caminhão,
    Um pé no para–choque cromado
    Pose na foto para recordação.

    N madrugada,carregado de fé e confiança
    Os faróis iluminam, o olhar alcança
    Em primeira o caminhão avança
    Na carroceria, a carga balança
    Ontem, ficou na lembrança.
    Destino nova esperança!

    11/2009

    Resposta
  • 30/06/2011 em 16:50
    Permalink

    Tenho uma pergunta para quem possa me responder como posso saber.
    Onde surgiu aquele adesivo com o perfil da virgem maria em torno de um rosário.
    sou aluno de antropologia da usp em pesquisa.

    Resposta
    • 30/06/2011 em 19:42
      Permalink

      Esse tipo de imagem vem de muito tempo. É dificil precisar quando surgiu.
      É um símbolo usado em caminhões, como um dizer “Sou Católico” e etc.

      Mas realmente essa é uma caada bem dificil..

      Abraço

      Resposta
  • 15/03/2011 em 16:44
    Permalink

    Gostaria de saber como adiquirir um adesivo de Nossa Senhora da Estrada.Aguardo a resposta
    Obrigado

    Resposta
  • 20/10/2010 em 11:40
    Permalink

    Caro Pe. Marian, conheço muito o seu trabalho. E fui encarregado pelo Conselho Pastoral do Santuário N.S. da Salette de Caldas Novas-GO solicitar a possibilidade de sua presença por aqaui em Caldas Novas para uma Missa com o pessoal de postos e da estrada. É possível? Aguardo resposta. Um abraço amigo do Pe. Alfredo.

    Resposta
    • 20/10/2010 em 14:40
      Permalink

      Caro amigo Pe. Alfredo, o blog Amo Caminhões mostrou o trabalho dos padres caminhoneiros apenas para divulgação. Infelizmente não tenho o contato direto dos padres estradeiros, então lhe envio o link do site da Pastoral Rodoviária.
      http://www.pastrodo.com.br/

      Abraço
      Rafael Brusque

      Resposta
  • 03/06/2010 em 21:04
    Permalink

    ola gostaria muito de saber como faço para adquirir uma imagem ou adesivo de Nossa Senhora da estrada para o meu pai que é caminhoneiro a mais de 30 anos e ele sempre procura nos posto nas livrarias catolicas e não axa. Obrigada

    Resposta
  • 25/01/2010 em 14:08
    Permalink

    Meu filho servia na unidade militar do exército 4º RCB em São Luis Gonzaga-RS e no dia 30/04/2008 viajando de Stª Rosa para São Luis sofreu um acidente e nós fomos para dar uma força. Nesta época nossa ENS estava sem madrinha e conversando com uma vizinha dele lá em São Luis Gonzaga-RS ela me apresentou um ícone de N.Srª da Estrada e hoje ela é a nossa madrinha e mãe da Equipe de Nossa Senhora. O objetivo do meu contato e solicitar ícones de N.Srª em adesivo para os membros da nossa equipe colocar no carro. Admiro essa pastoral e conversando com o nosso pároco passei a idéia da possibilidade de se implantar aki em Campo Grande-MS essa pastora. Aguardo uma resposta,
    Salve Maria Imaculada. Nossa Senhora da Estrada Rogai por nós.

    Resposta
  • 27/10/2009 em 12:33
    Permalink

    Sou da cidade de Patrocínio-MG, e ontem tive a oportunidade de presenciar uma missa realizada pelo Padre Miguel, da pastoral rodoviária. Fiquei encantada, pois não sabia da existência desses missionários q se dedicam a esse trabalho tão lindo e ao menso tempo tão difícil. Q Deus os abençoe e os proteja sempre, para q continuem levando a palavra de Deus aos quatro cantos do país.Grande abraço.Fabiane

    Resposta
  • 14/10/2009 em 11:02
    Permalink

    Olá amigos!
    Trabalho no jornal Correio Marauense fiquei sabendo que o padre Germano estará aqui na cidade dia 26 de outubro. Quero ir na missa e fotografar o acontecimento. Admiro o trabalho de vcs. Continuem é muito importante.
    Abraços
    Delcimar

    Resposta
  • 27/09/2009 em 22:49
    Permalink

    A PAZ DO RESSUCITADO ESTEJA COM VOCES! Sou da arquidiocese de belo horizonte. Vem dispertando em mim o desejo ao diaclonato permanente, sendo carreteiro me interessei pela missao de evangelizar nas estradas por isso amei o trabalho da pastoral e gostaria de conhecer melhor.Parabens por esta missao.

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!