Teatro de bonecos: 60 toneladas pelo Brasil




Começa neste mês o projeto SESI Bonecos que percorrerá, de agosto a setembro, cinco capitais da região Centro-Oeste – Brasília, Palmas, Goiânia, Campo Grande e Cuiabá, além de Belo Horizonte – para levar a seus habitantes o maior festival de teatro de animação do mundo.

Quatro carretas e seis caminhões transportarão as 60 toneladas de equipamentos de grupos e companhias do Brasil e do exterior. A temporada será aberta em Brasília no Teatro Nacional (Sala Martins Pena).

O festival mistura grupos tradicionais com experiências inovadoras. Uma das atrações internacionais é o Tangshan Chinese Shadow Puppet Company, cuja técnica tem origem no período Wanli da Dinastia Ming. Criado em 1943 e considerado o melhor do mundo na modalidade “teatro sombra”.

Da Itália virá o La Doce Delle Cose com o espetáculo “Construção da Máquina pelo Teatro Inconsciente”. O grupo criará interações com a platéia para fazê-la descobrir os princípios básicos do teatro de formas animadas. O grupo italiano se apresentará no hall do teatro e vai se misturar ao público na área externa do Museu Nacional da República.

O cardápio de espetáculos inclui ainda as marionetes sem fio de Phillip Huber (EUA) – o artista que deu vida aos bonecos do filme “Quero ser John Malkovich”, de Spike Jonze – e a Cia espanhola Jordi Bertrán, que já participou de inúmeros festivais internacionais de teatro e de artes cênicas na França, Alemanha, Suécia, Turquia, México, Bélgica, Itália, Holanda, Estados Unidos, Portugal, Brasil, Inglaterra, Irlanda e Áustria. O grupo foi um dos destaques da abertura dos Jogos Olímpicos de Barcelona, em 1992.

Fonte: TERRA Magazine

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!