Caminhões apostam em rápida retomada




Este ano deverá assistir a uma das maiores retomadas na história da indústria de caminhões do Brasil. Comparado a igual período de 2007, o trimestre em curso deverá apresentar aumento de 11% de vendas e o último trimestre deve ter crescimento de 14%. A informação é da VW Caminhões (a nova MAN Latin América), que vê nos veículos mais leves, de 5 t a 24 toneladas, voltados ao mercado interno, o grande impulso desta recuperação.

É certo que o governo também tem feito a sua parte, reconhecem empresários do setor. A nova linha Finame (com recursos do BNDES) financia caminhões a juros de 7% ao ano e, aliada à redução do IPI, movimentou de forma decisiva a linha de produção e os pátios das montadoras. Atualmente, no Brasil, cerca de 95% dos caminhões são financiados de alguma forma. “Deveremos ter o segundo melhor ano da indústria”, disse, ao DCI, Antonio Cammarosano Filho, diretor nacional de Vendas da MAN Latin América.

Mesma análise fez Luis Carlos Cardoso, Supervisor de Vendas da Mercedes-Benz, destacando como segmentos em franca recuperação a construção civil, mineração e o agronegócio com a colheita da safra de cana estando próxima.

A Iveco pega carona nessa recuperação e inaugura uma nova unidade de caminhões semipesados e pesados em Sete Lagoas (MG). Com a nova linha de montagem, a montadora triplica sua capacidade produtiva de 6 mil para 20 mil caminhões semipesados e pesados por ano. Os investimentos da empresa somaram R$ 80 milhões.

Fonte: DCI – Comércio, Indústria & Serviços

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!