Caminhão de Biodiesel é novidade na Oktoberfest




A Feira Agropecuária e Agroindústria Familiar trazem diversas novidades para a 25ª Oktoberfest e Feirasul – que acontecem até 18 de outubro -, entre elas, o processo de transformação de óleo de cozinha em Biodiesel. A iniciativa, uma parceria entre a Coordenação da Feira, Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Cooperativa Mista dos Fumicultores do Brasil (Cooperfumos) e Biotechnos, surgiu devido à preocupação de ambas com o destino que seria dado aos óleos utilizados em frituras durante a Festa da Alegria, sem que agredissem o meio ambiente.

Segundo o Coordenador da Feira Agropecuária, o secretário da Agricultura de Santa Cruz do Sul, Ademir Santin, este trabalho está sendo realizado dentro das propostas utilizadas pelas entidades. “Como nosso intuito é sempre manter a ideia de sustentabilidade sem agredir o meio ambiente, nada melhor que mostrar para o público como funciona o processo de transformação do óleo de cozinha em Biodiesel, que vem acarretar em muitos benefícios para as pessoas e para a natureza”, ressalta ele. Santin destaca que o óleo vegetal também pode ser transformado em Biodiesel.

De acordo com o coordenador da Cooperfumos e do MPA, José Gilberto Tuhtenhagem, o óleo utilizado dentro do Parque da Oktoberfest está sendo recolhido uma vez por dia. “Recolhemos, trazemos para o caminhão e transformamos em Biodiesel”, enfatiza. Além do combustível, durante o processo de reciclagem do óleo de fritura também se extrai a glicerina, que é utilizada na fabricação de sabão e seus derivados. E também alguns co-produtos como, por exemplo, o farelo, usado na fabricação de ração, o que agrega valor e se transforma em outras fontes de renda importantes para os produtores rurais.

Depois que o oléo de fritura passar pelo processo de transformação dentro do Parque da Oktoberfest, tanto o Biodiesel como a glicerina e os co-produtos, serão utilizados pelos pequenos produtores rurais vinculados à Cooperfumos e ao MPA. Conforme o coordenador das entidades é de grande valia que os agricultores utilizem estas matérias-primas autosustentáveis. “Além disso, eles estarão colaborando com a preservação do meio ambiente, pois o Biodiesel libera menos gás carbônico que o oléo diesel”, aponta Tuhtenhagem.

Fonte: Gazeta do Sul

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!