Ministro defende imposto mais alto para veículos velhos




O ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel Jorge, disse hoje que a renovação da frota brasileira de caminhões só será possível com um programa efetivo de inspeção veicular. Segundo ele, veículos mais antigos também devem pagar impostos mais caros, como forma de estímulo à compra de caminhões novos. “Só a manutenção estrita de um programa sério de inspeção veicular fará a renovação natural da frota de caminhões”, afirmou o ministro, ao participar em São Paulo da abertura do 17º Salão Internacional do Automóvel (Fenatran). Na semana passada, o Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) aprovou a obrigatoriedade da inspeção veicular em todo o País.

Em entrevista coletiva após a abertura do evento, Miguel Jorge defendeu a taxação de carros antigos, que hoje são isentos de Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). “Outra coisa que vou me atrever a falar: é preciso ter impostos maiores para veículos mais velhos. O País é um dos únicos do mundo que, quanto mais velho o carro, menos você paga imposto”, disse o ministro. “Como temos esse problema de ser o País que protege os coitadinhos, ficamos com esse tipo de política populista e demagógica que no fundo faz atrasar o País.”

O ministro descartou fazer um programa de bônus para os caminhoneiros que queiram entregar seu veículo antigo e comprar um novo, por conta da dificuldade em reaproveitar peças de caminhões com até 30 anos de uso. “O caminhão com 25 ou 30 anos de uso custa no mercado R$ 15 mil ou R$ 20 mil. Você desmancha e não ganha mais de R$ 800 pela sucata. Seria uma absoluta loucura.”

Fonte: Estadão

Inscreva-se




2 comentários em “Ministro defende imposto mais alto para veículos velhos

  • 17/12/2013 em 02:47
    Permalink

    E quanto a nós, que amamos veículos antigos? Não poderemos mais curtir nossos veículos? Tenho um Chevette 74 e um 1113 75 que mantenho em perfeitas condições seguindo até hoje as revisões do manual. Não quero veículo mais novo, porque não gosto. Até hoje tem aviões com mas de 50 anos que voam pelo mundo todo desde que estejam com a manutenção em dia. Nem todo mundo quer andar de carro novo. Então vão tirar os cavalos e carroças das ruas também? Onde está a liberdade de escolha? Acho que deve ser cobrado uma manutenção de boa qualidade para todos os veículos, mas privar os amantes de caminhões e carros antigos do direito de circularem é um crime a liberdade individual. Nos Estados Unidos, os veículos são bem mais baratos, mas você pode ver carros e caminhões de todas as idades andando lado a lado, porque lá é o pais da liberdade. Que se faça como na aviação. Controle a manutenção te TODOS os veículos, NOVOS E VELHOS e exija um certificado de aprovação para TODOS. NINGUÉM QUER SUCATA ANDANDO POR AÍ. Mas, que seja respeitada a vontade de cada um. Neste blog mesmo, há exemplos de caminhões antigos que estão em ótimo estado de conservação. O que será destes proprietários que AMAM SEUS CAMINHÕES E CARROS ANTIGOS É QUEREM TER O DIREITO DE ANDAR COM ELES ONDE QUISEREM?

    Resposta
  • 12/03/2013 em 21:14
    Permalink

    Com o perdão da palavra: Um FDP destes só pensa em impostos. Cobrar mais impostos de quem já nem ganha para dar manutenção é um absurdo, uma idiotice. Só podia partir de um burocrata sem noção do que é ser caminhoneiro. Por que o Sr.Ministro não solicita em vez de aumento no imposto, uma retirada total os impostos federais, estaduais e municipais embutidos no preço final dos caminhões. Assim facilitando a renovação para todos e, retirado de fato os caminhões velhos,os sem condições reais das estradas. Mas não, o sujeito só pensa em mais impostos para uma categoria já a muito explorada em todas as pontas da logística brasileira. Criem uma tabela de fretes mínimos, façam respeitar a lei da carga e descarga, com pagamento de diárias por veículo parado com carga que seja honesta, digna, correta. Pois assim evitaria a perda de lucros continuado do caminhão;que é uma empresa ao final das contas. Sinceramente nem tenho palavras para definir tal homem, isto é ocupa um cargo importante como ministro.. Só mesmo xingando para desabafo..

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!