Semipesado na medida certa




Modelo semipesado da Iveco tem um trem de força eficiente e boa dirigibilidade, além de cabine leito e bom espaço para os ocupantes. Equipado com caixa de câmbio de nove velocidades, e entreeixo de 5.670mm, é um caminhão que se sobressai no transporte rodoviário de distâncias médias de 600 quilômetros

Quando a equipe de engenheiros da Iveco pensou em desenvolver um novo caminhão semipesado da família Tector, a meta era chegar a um modelo estradeiro 6×2 com alto desempenho, boa velocidade de cruzeiro, de fácil dirigibilidade e com uma cabine leito confortável e espaçosa, entre outras características capazes de torná-lo um produto bastante competitivo no seu segmento de mercado. O resultado final recebeu o nome de Stradale, um veículo moderno para 23 toneladas de PBT, que incorpora um conjunto de boas soluções para transportadores que operam com caminhões nesta faixa de potência, entre os quais se destacam os autônomos.

Banco com amortecimento pneumático garante mais conforto ao motorista
Banco com amortecimento pneumático garante mais conforto ao motorista

Após rodar com uma unidade cedida pela fábrica – lastreada com uma carga de ferro guza, no peso de balança – em trechos de asfalto com as diversas condições encontradas nas rodovias brasileiras, o veículo deixou a clara impressão de que a Iveco acertou na receita do Stradale, explorando principalmente os itens conforto e desempenho.

Ao primeiro contato visual, o caminhão já passa a impressão de modernidade, com uma cabine bonita e ar de um veículo bem resolvido. Um dos primeiros detalhes a ser percebido é a facilidade para se realizar a inspeção do nível do óleo lubrificante do motor e dos vasos de líquido de arrefecimento, de óleo de embreagem e do lavador de parabrisas. Localizados sob a grade da parte dianteira da cabine, como nos demais caminhões de cabine avançada das novas gerações, os itens estão posicionados de um modo que facilita o trabalho de inspeção diária do motorista.

O entreeixo de 5.670mm, que se posiciona como o maior do mercado no segmento, permitiu ainda à engenharia da Iveco acoplar sobre o chassi uma cabine leito de bom espaço interior, que oferece um colchão de espuma nas medidas de 1,90 por 0,62mm. Sob o colchão existe um grande espaço, como se fosse um baú, para acomodar o que for preciso. A solução do chassi se estende ainda à instalação de um baú de até 8,6m de comprimento, 10cm a mais do que tradicionalmente oferece os caminhões desta categoria, ou baús com até 65,5 metros cúbicos de capacidade.

Painel de instrumentos é simples e de fácil leitura. Entreeixo maior é um dos destaques do Stradale
Painel de instrumentos é simples e de fácil leitura. Entreeixo maior é um dos destaques do Stradale

Ainda na cabine merecem destaque os compartimentos na parte superior da frente onde se encontram o rádio tocador de CD com MP3 (sai de fábrica com o veículo), espaço destinado ao rádio PX e nichos para guardar documentos e objetos, além dos conhecidos bolsões nas portas. O banco do motorista conta com sistema de amortecimento pneumático que possibilita encontrar o ajuste mais adequado ao porte do condutor.

O painel de instrumentos, em formas arredondadas, é bem iluminado, de fácil leitura e simples com seus marcadores analógicos bem distribuídos, além de um display que mostra permanentemente o odômetro, inclusive o parcial. É nesta mesma tela que aparecem as informações técnicas de operação do veículo e possíveis avisos sobre manutenção, operação e outras orientações enviadas pelo computador de bordo.

A alavanca de trocas de marchas está bem posicionada e o volante de direção oferece regulagens de altura e profundidade, além de ter bom diâmetro. Os vidros das janelas contam com levantadores elétricos e os retrovisores dos dois lados têm espelhos auxiliares de “meio fio” que permitem ao motorista enxergar a área próxima da roda e da porta do caminhão. O Stradale conta, ainda, também de linha, com climatizador de ar e luz de cortesia que ilumina os degraus da escada da cabine. Outra solução do veículo em termos de espaço está nas laterais da cabine, logo atrás das portas, onde existe uma porta de cada lado para guardar objetos, inclusive a caixa de ferramentas.

Em operação, o Stradale começa a demonstrar sua eficiência logo nas primeiras trocas de marchas, sendo a primeira uma unidade extrapesada, também conhecida como tratora ou crawler. Seu trem de força, que reúne um motor eletrônico de 250cv de potência acoplado a uma caixa de câmbio de velocidades, dá conta do recado com sobra, situação que fica mais evidente nos trechos de aclives, onde, o torque do motor responde com precisão.

O escalonamento de marchas facilita a condução do veículo, tanto nos trechos urbanos quanto em rodovias, sendo os engates fáceis e sem esforço do motorista. Outro detalhe do trem de força é o eixo de redução simples que dispensa o split e facilita o trabalho do carreteiro. Aliás, a caixa de nove velocidades se adequou perfeitamente ao tipo de operação que se propõe o Stradale.

Trafegando em velocidade de cruzeiro, o veículo mantém um bom comportamento na estrada, o conjunto de suspensão da cabine mais o sistema de vedação de ruídos junto aos demais itens de conforto proporcionam um ambiente muito agradável e tornam a viagem mais tranquila. O freio motor que opera conjugado com os pedais do acelerador e da embreagem contribui para preservar as lonas de freio e tornar o veículo mais seguro.

O pacote eletrônico permite, entre várias funções, a disponibilidade de um limitador de velocidade e também do piloto automático, dispositivo que mantém o caminhão em movimento na velocidade selecionada. Este recurso, muito útil, exige certa atenção do motorista para que não se torne um vilão no consumo de combustível, já que ele procura manter a velocidade programada também nos trechos de subida. Para ter esse resultado, o dispositivo aumenta a aceleração do motor para manter o mesmo ritmo programado. Porém, trata-se de uma observação simples de ser contornada. Aliás, nos trechos de subidas nas rodovias, o trem de força do Stradale leva o caminhão com sobra.

O Stradale chegou para ser uma das grandes apostas da Iveco para aumentar sua participação no mercado de caminhões para 23 toneladas de PBT. O engenheiro de marketing do produto, Paulo Razoli, explica que o veículo nasceu com um conjunto de boas soluções, como a fácil dirigibilidade, agilidade, torque e retomada, e está respondendo bem às expectativas da Iveco. Todos os itens citados na matéria são de linha.

FICHA TÉCNICA:

Fonte: Revista Carga Pesada

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!