Crescimento da venda de Caminhões melhora a expectativa de resultados

iveco cursor 26




Os sinais da recuperação econômica já começam a aparecer na venda de máquinas, tratores e caminhões. O setor tinha registrado forte queda nos negócios no primeiro semestre do ano e agora tem a expectativa de fechar 2009 com resultados melhores que no ano passado.

Os revendedores enfrentaram meses de recessão com os negócios no vermelho. Uma concessionária de máquinas agrícolas e caminhões em Campo Grande, enfrentou uma queda de quase 40% nas vendas, e hoje comemora a retomada no movimento.

O resultado da redução no IPI e na taxa de juros para financiamento, são altos lucros que já alcançam o mesmo índice de outubro do ano passado. Porém, a empresa também abusa da criatividade para atrair a clientela, pois o consumidor ganha uma carro zero quilômetro na compra de um caminhão dos mais caros.

“Nós esperamos que na linha de caminhões, ônibus e tratores supere até dezembro a marca de 2008”, disse o gerente comercial da concessionária, Edd Nelson Fernandes.

Gelson José Alves Vória é caminhoneiro e trabalha com transporte de cargas há mais de 20 anos. A promoção convenceu e ele fechou a compra do caminhão, além de levar brinde também. O investimento foi alto, pois são mais de R$ 150 mil reais. Para Gelson, a crise não assusta o bom investidor.

“A gente tem que trabalhar e lutar. Eu tenho cadastro em várias empresas e o transporte é um bom negócio para mim”, afirma Gelson.

Em outra loja os prejuízos foram bem menores e não chegaram a 10%. São comercializados caminhões de pequeno e médio porte, que transportam de 2 a 15 toneladas. A aposta da loja foi reduzir os lucros para manter a meta de vendas ao longo do ano.

“Funcionou e foi uma aposta do grupo todo. Valeu a pena e para este segundo semestre nós já estamos com uma expectativa de 6% de crescimento”, garante o supervisor de vendas, André Luiz Pires Bastos.

O que acontece nas lojas é um reflexo das reações da industria e do setor agropecuário. Segundo o economista Fernando Abraão, a tendência é de forte crescimento na economia para o ano que vem. “Esses setores são estratégicos e quando existe uma recuperação deles, promovidas por ações afirmativas, que é de 30% segundo os especialistas, nota-se que a economia de fato está se recuperando.”

Fonte: AgoraMS

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!