Números de outubro confirmam retomada da produção de caminhões

iveco patio da montadora




A produção de caminhões puxou o crescimento no setor automobilístico em outubro, segundo revelou a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, a Anfavea. A produção nacional de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus), registrou alta de 15,7% no mês de outubro, com a produção de 315.956 unidades contra 273.027 de setembro. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o crescimento foi de 6,3%, quando saíram das linhas de montagem 297.229 unidades. Os números divulgados na segunda, 9, pela Anfavea refletem, acima de tudo, uma recuperação da produção de caminhões e aumento das exportações, resultado direto da nova fase econômica no Brasil e no mundo.

De acordo com o balanço da Anfavea, a produção de caminhões subiu 13% em relação a setembro, quase o mesmo número da produção geral. As montadoras produziram 12.999 unidades em outubro contra 11.506 registradas no mês anterior.

Esse não é o primeiro crescimento da produção registrado pelo setor de caminhões. No entanto, ele mostra a tendência de recuperação do segmento para os próximos meses, já que a indústria de veículos pesados trabalha por meio de encomendas e os consumidores fazem planejamento antecipado das compras.

”Claramente, a tendência de recuperação do mercado de caminhões indica a melhora do segmento”, afirmou na segunda o presidente da Anfavea, Jackson Schneider.

O crescimento mostra a tendência de recuperação do segmento para os próximos meses, já que a indústria de veículos pesados trabalha por meio de encomendas

Em relação aos estoques, o presidente afirma que o volume de veículos nos pátios das fábricas e nas concessionárias está “no limite mínimo”. Segundo ele, as fábricas possuem volume suficiente para apenas quatro dias de vendas. Nas concessionárias, há unidades correspondentes a 18 dias de vendas.

“Forçamos a produção em outubro para recuperarmos o estoque que, em setembro, estava em três dias na indústria e 14 dias nas concessionárias. A previsão é que consigamos um nível ‘saudável’ dos estoques nos próximos meses”, diz Schneider.

A importância do crescimento do mês de outubro em relação a setembro é o ritmo de retomada que a indústria automobilística nacional aguarda para 2010, especialmente no que se refere às exportações, que sofreram forte impacto da crise econômica mundial.

Fonte: TranspoShop

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!