Vibração toma conta do pódio no Arrancadão Gaúcho de Caminhões




O anoitecer no Velopark foi de comemoração para os vencedores da Super Final do Arrancadão Gaúcho de Caminhões. A disputa aconteceu durante todo o domingo. Lado à lado os caminhoneiros aceleraram forte na reta de arrancadas do Complexo localizado em Nova Santa Rita. O vencedor na categoria Força Livre foi um velho conhecido de arrancadas. Charles da Silva, de Lages (SC) faturou mais uma vez a prova e levou mais um título com o Caminhão Scania Selena.

“Só temos a agradecer e valorizar. Parabéns para quem inventou isso aqui e para quem inventou o Velopark. Foi tudo muito bem, mas está cada vez mais difícil porque todo mundo quer ganhar do Selena”, comentou alegre ao descer do caminhão.

Entre os caminhões da categoria Toco Truck a vitória ficou com Marcio Franzói, de Pouso Redondo (SC).

“Foi uma surpresa que eu não esperava. O caminhão deu um problema que resolvemos na madrugada. Eu não sei nem explicar, não tenho palavras. Eu comecei a correr em abril desse ano em arrancadas pequenas em Santa Catarina e o primeiro arrancadão grande foi esse aqui. Eu não tenho o que dizer e graças a Deus consegui a vitória”, comemorou.

Foram 70 caminhões inscritos na competição. As disputas começaram pela manhã e se estenderam até por volta das 19h30. Quem fez a festa na categoria Cavalo Eletrônico, foi Danilo Alamini.

“Tirar o primeiro lugar aqui no Velopark é uma vitória muito desejada porque é um dos maiores parques que existem no brasil. Alegria. Na preparação é sempre bom ter concentração”, falou emocionado o piloto de Criciúma (SC).

Um dos mais empolgados ao final das provas foi César Tolfo, apelidado de Tatu, que venceu pela terceira vez na categoria Leve até 160 cv.

“Estou muito contente com o resultado. Foi difícil chegar ao tricampeonato, mas conseguimos. E está muito bom o caminhão olha aí”, falou Cesar Tolfo, orgulhoso do caminhão.

De Santa Catarina também veio o vitorioso na categoria Cavalo Injeção Mecânica, Anthonhy Marcon.

“É a primeira vez que estamos participando, o caminhão é novo. Sempre tive vontade de participar e a emoção toma conta porque veio toda a família, o pessoal que me preparou. Agora eu vou comemorar”, disse.

O diretor da Aspekto Comunicação, José Pereira, destacou a grande participação dos caminhoneiros.

“É um sonho esse local e fechamos chave de ouro. Deus nos abençoou com essa grande festa. Quero agradecer a todos caminhoneiros e todos que compareceram. Foi uma mega festa”, disse.

O diretor geral da Hoff, Kiko Hoff, destacou a presença do caminhoneiro no Arrancadão.

“Eu fico contente porque é um evento para família, não somente para o caminhoneiro. Aqui é para vir com a esposa e com os filhos, até porque é um evento barato comparando com qualquer outro grande espetáculo. A gente procura dar toda atenção para que o cara se sinta bem aqui e volte, o que faz parte do sucesso que a gente está tendo durante esses anos”, afirmou.

O Arrancadão Gaúcho de Caminhões, com essa etapa, completa o ciclo tendo em sua história passado por todas as pistas gaúchas. Esse ano a 1ª etapa foi em Santa Cruz do Sul. No ano passado, também já havia realizado etapas em Tarumã e Guaporé. A estrutura da pista do Velopark também foi um ponto forte do evento.

“O Velopark tem uma estrutura de primeiro mundo, muito bonito, muito bem organizado. O tratamento que nós estamos tendo aqui é algo incomum de se encontrar”, acrescentou Kiko Hoff.

Fonte: Final Sports

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!