Presidente da MAN deixa o cargo




Em uma decisão considerada surpreendente, Hakan Samuelsson abdicou da posição de CEO da MAN, deixando o comando do terceiro maior fabricante de caminhões da Europa depois de nove anos na empresa.

Georg Pach-ta-Reyhofen assumirá a posição temporariamente, acumulando as atuais funções à frente da MAN Diesel.

Samuelsson, que se tornou CEO em janeiro de 2005, comandou a empresa durante um período em que suas ações praticamente dobraram de valor.

Em comunicado distribuído na segunda-feira, 23, Samuelsson afirma esperar que a decisão permita à companhia começar uma nova etapa em sua administração de alto nível.

Há especulações de que a saída de Samuelsson foi motivada por mudanças à vista nas relações societárias entre Volkswagen, MAN e Scania, que guardam interesses em comum.

Alguns sites especializados especulam que Volkswagen AG pretende levantar até € 10 bilhões de acionistas para concluir fusão com a Porsche e fazer novas aquisições. Recentemente, Ferdinand Piech, presidente do conselho, comentou que ficaria satisfeito em ampliar de nove para doze o número de marcas controladas.

Com valor de mercado de € 43 bilhões, a VWAG pretende emitir 135 milhões de novas ações preferenciais até dezembro de 2014. A Volkswagen, que já detém 11,7% do mercado global, controla a Scania e tem ações da MAN, pode definir a compra de ações remanescentes da MAN AG.

Fonte: Revista Carga Pesada




Deixe sua opinião sobre o assunto!