Rally Dakar: Os trabalhos não param




Competidores e equipes de apoio contam as horas para o início da maior competição do planeta. Faltam poucos dias para a largada em Buenos Aires, Argentina, e todos trabalham incessantemente para entrar na competição sem nenhuma pendência ou situação que os deixe pelo meio do caminho

21 de dezembro de 2009 – Há dez dias da largada do Rally Dakar Argentina e Chile (que acontece entre os dias 1 e 17 de janeiro), aqueles que aceitaram participar do desafio, trabalham dia e noite para resolver as pendências técnicas e burocráticas que dão acesso à competição. Competir em um Dakar não é para todo mundo; o investimento e responsabilidade são altos muito altos, e exige total equilíbrio de pilotos e navegadores.

O grid da 32ª edição do Rally Dakar conta com 279 motos e quadriciclos, 140 carros e 52 caminhões. Em 15 etapas, eles percorrerão 9.030 quilômetros, sendo 4.810 quilômetros de especiais (Carros e Caminhões), e 4.717 quilômetros de especiais (Motos e Quadriciclos). Durante essa trajetória, as cidades que receberão o acampamento do evento serão Buenos Aires, Córdoba, La Rioja, Fiambalá, San Juan, San Rafael e Santa Rosa, na Argentina, e Copiapó, Iquique, La Serena e Santiago, no Chile.

Com equipes vindas de diversos países, o Brasil está bem representado no Dakar com sete times de motos, sete de carros e um de caminhão. A dupla Julio Bonache e Lourival Roldan, da Rondônia Racing, pertence a delegação brasileira e promete chegar entre os 20 primeiros colocados. “Sou estreante na prova, porém, contarei com a navegação do experiente Lourival que já participou de seis Rally Dakar. Com a bagagem que ele tem, com certeza minimizaremos algumas das dificuldades. Ele é muito tranquilo, fala com firmeza e objetividade”, comentou Bonache.

Para o piloto, administrar a corrida diariamente será um fator predominante. “Como a prova é muito extensa, teremos que focar em fazer um rali regular, pois o carro tem ‘memória’, e toda pancada será prejudicial, pois em um determinado momento, o equipamento poderá fadigar”, falou com consciência.

A Rondônia Racing chegará a Bueno Aires no dia 27 de dezembro, onde finalizará todos os trâmites burocráticos e o veículo passará pela vistoria técnica.

Roteiro

Dia 01 – Bueno Aires a Colon, AR
Dia 02 – Colon a Córdoba, AR
Dia 03 – Córdoba a La Rioja, AR
Dia 04 – La Rioja a Fiambala, AR
Dia 05 – Fiambala, AR, a Copiaco, CH
Dia 06 – Copiacó a Antofagasta, CH
Dia 07 – Antofagasta e Iquique, CH
Dia 08 – Iquique a Antofagasta, CH
Dia 09 – Descanso
Dia 10 – Antofagasta e Copiapó, CH
Dia 11 – Copiapó a La Serena, CH
Dia 12 – La Serena a Santiago, CH
Dia 13 – Santiago, CH, a San Juan, AR
Dia 14 – San Juan a San Rafael, AR
Dia 15 – San Rafael a Santa Rosa, AR
Dia 16 – Santa Rosa a Buenos Aires, AR

Fonte: Jornal O Nortão

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!