André Azevedo faz avaliação positiva do rali, mas critica rigor da organização




Por conta de um problema na turbina do caminhão durante a sexta etapa do Rali Dacar, entre as cidades de Antofagasta e Iquique, André Azevedo foi obrigado a abandonar a competição. Mesmo assim, o piloto fez uma boa avaliação das primeiras provas da edição deste ano do rali.

“O caminhão neste ano foi bem melhor preparado, especialmente com relação à parte de suspensão, e isso tornou a pilotagem muito mais fácil. E nós estávamos confirmando essa melhoria com o terceiro lugar já no terceiro dia do rali, quando tínhamos uma 1h20min para o segundo colocado”, explicou o paulista, em entrevista ao Grande Prêmio, em São Paulo.

“E eu até estava pensando em administrar o tempo quando tivemos os primeiros problemas. Primeiro, foi uma pane pequena, mas nós perdemos cerca de quatro horas e, depois, uma maior, em que perdemos sete horas. E isso nós deixou fora da competição no sexto dia”, completou André, que criticou o rigor da organização do Dacar.

“Infelizmente, a organização foi rigorosa com relação ao regulamento, mais que em outras edições, em que tinha uma postura mais relaxada para preservar o número de competidores. Mas foi tolerância zero mesmo”, revelou.

Azevedo também fez uma comparação com relação à primeira edição do rali na América do Sul. “Acho que esse ano a organização escolheu melhor as regiões. E isso tornou as etapas muito parecidas com que tínhamos no deserto do Saara. Mas as provas foram mais difíceis, com trechos de dunas e terrenos mais duros. E isso tornou o rali mais complicado. No ano passado, existiam etapas difíceis, mas a organização cancelava ou encurtava os trechos, então mantinha os competidores na prova. Porém, neste ano, como existiram poucas alterações, o número de participantes também foi diminuindo ao longo do percurso”, disse o piloto.

Apesar do abandono, André seguiu no rali, mas como parte do time de apoio da equipe, que ainda contava com o irmão Jean, nos carros, e com Rodopho Mattheis, nas motos.

Fonte: IG Esportes

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!