DIMINUI RITMO DE CRESCIMENTO DOS IMPLEMENTOS RODOVIÁRIOS EM AGOSTO DE 2010




A comercialização de carroçarias sobre chassis de caminhão registrou um decréscimo de 7,38% em agosto de 2010 em relação a julho de 2010 e a de reboques e semirreboques teve queda de 5,88% no mesmo período, segundo o Departamento de Estatísticas da ANFIR (Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários).

Durante o mês de agosto, a indústria vendeu 5.008 equipamentos da linha pesada, ante a 5.321 unidades vendidas no mês de julho. No caso das carroçarias sobre chassis, o setor comercializou, respectivamente, 9.738 unidades, ante 10.515 unidades no mês anterior.

Rafael Wolf Campos, presidente da ANFIR, afirma que as quedas tiveram como causa as dificuldades de financiamento aos clientes finais. “Nossa preocupação é a continuidade do crescimento do setor, pois 90% de nossa produção são vendidas através de financiamentos de longo prazo”, diz ele.

Outro fator importante é o fim da redução da alíquota do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) que termina em 31 de dezembro de 2010.

Balanço do Setor

Para atender aos mercados das linhas leve e pesada (carroçarias sobre chassis e reboques e semirreboques), nos oito primeiros meses de 2010, as empresas da área colocaram no mercado 106.078 implementos e registraram um crescimento de 53,69%, ante 69.019 equipamentos de janeiro a agosto de 2009.

As vendas da linha leve no mesmo período alcançaram a marca das 69.022 unidades, fechando com um desempenho 56,72% acima das 44.042 unidades comercializadas nos oito primeiros meses do ano passado.

O mercado para implementos da linha pesada apresentou de janeiro a agosto de 2010, uma evolução de 48,36%. Foram comercializados 37.056 reboques e semirreboques contra 24.977 unidades no mesmo período de 2009.

As exportações continuam reagindo bem no exercício, até o mês de julho, a indústria exportou 2.412 unidades, 62,53% acima dos 1.484 equipamentos exportados em igual período do ano passado.

Fonte: Portal SEGS

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!