Alternativas ecologicamente corretas




Conheça alguns modelos de veículos elétricos que surgem como soluções para o transporte em curta distância

Os veículos de propulsão elétrica são apenas mais uma das inúmeras inovações que os engenheiros têm se comprometido a desenvolver nos últimos tempos. Os veículos comerciais que disputam este pequeno segmento são praticamente os mesmos que encontramos no mercado convencional de motores diesel, porém possuem circulação limitada devido à falta de uma rede de postos de abastecimento que atenda à demanda nas estradas.

Quanto à utilização de GNV (Gás Natural Veicular), estima-se que a economia de combustível chegue a 28%, em comparação com os propulsores alimentados com diesel.

No segmento de veículos comerciais, encontramos soluções a gás na linha Fiat Dobló Biopower, que está equipada com um motor de 105 cv de potência e possui um nível médio de emissões de CO2 de 159 gr/km. A Volkswagen também oferece um modelo menos poluente. Trata-se do Caddy, com motor 2.0 a gás e um nível de emissões de CO2 de 157 gr/km, que briga pelo mercado com o Opel Combo 1.6 CNG de 97 cv, cuja emissão de CO2 é de 133 gr/km.

No segmento superior, a Mercedes-Benz oferece a Sprinter 316 NGT, que emite 231 gr/km de CO2. A fabricante alemã também disponibiliza a versão híbrida da Sprinter 316 NGT, que une um sistema elétrico de propulsão com um motor a gasolina, que emite 279 gr/km de CO2. Nesse segmento, quem deixa a disputa mais acirrada é a Iveco, que comercializa a versão CNG do Daily, com PBT de 3 500 kg e 5 200 kg, com motor de 3 litros e 136 cv de potência.

Fonte: Transporte Mundial




Deixe sua opinião sobre o assunto!