Curitiba recebe penúltima etapa da F-Truck com ar de decisão




O autódromo de Pinhais recebe a Fórmula Truck faltando duas etapas para apontar o campeão de 2010

Cinco pilotos chegam disputando diretamente a liderança do Campeonato Sulamericano e Brasileiro de Fórmula Truck neste final de semana (12,13 e 14 de novembro) no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR), penúltima etapa da temporada que indicará efetivamente quem brigará pelo título na final em Brasília, no dia 5 de dezembro. Felipe Giaffone com 137 pontos e Valmir Benavides com 120, companheiros de equipe na RM Competições Volkswagen se dividiram na liderança durante as oito etapas do ano, Roberval Andrade do Scania Corinthians Motosport que com o maior número de vitórias (3) e quatro quebras quando bem colocado em outras etapas, segue em terceiro com 113 e os pilotos da ABF Race Team Mercedes-Benz, Wellington Cirino com 109 pontos e Geraldo Piquet com 105, que com uma boa arrancada nas últimas etapas se colocaram na briga do título de 2010.

Esse é o panorama da prova de Curitiba, Grande Prêmio Petrobras, que abre a reta final do campeonato de 2010 no próximo final de semana. Equipes e pilotos que disputam o título do 15º ano da Fórmula Truck se preocuparam com a preparação para o circuito rápido de Pinhais. Os prognósticos para o circuito paranaense muitas vezes não seguem as regras. Quem mais tem vitórias ali é o tri campeão Wellington Cirino que venceu duas provas na temporada de 2001 e a do ano passado, mas no computo geral são 12 vencedores em 13 anos de passagens da Truck pelo autódromo em Pinhais.

O líder Felipe Giaffone é enfático em afirmar que a prova de Curitiba é como uma verdadeira decisão. “Os principais concorrentes ao título não tiveram uma boa prova no Velopark e com isso mantive minha liderança. Agora, teremos duas finais pela frente. Curitiba será uma corrida fundamental: posso sair campeão antecipado ou posso ter minhas chances bem reduzidas. Por isso, vamos encarar a próxima corrida como uma verdadeira decisão. Gosto do circuito de Curitiba e espero brigar pelas primeiras colocações desde os primeiros treinos livres, na sexta-feira”, completou o piloto da Volkswagen.

Este também é o raciocínio de Valmir Benavides que se manteve na vice-liderança depois da prova do Rio Grande do Sul. “A etapa no Velopark não teve grandes mudanças no campeonato e apenas o quarto e o quinto reduziram a diferença e agora também estão forte na briga. O importante nesta fase final é somar o máximo de pontos possíveis, confiando na boa resistência do equipamento”, lembra Benavides.

O terceiro colocado no campeonato, Roberval Andrade com seu Scania que estampa o brasão do Sport Club Corinthians Paulista correrá com um novo lay out prevalecendo a cor preta no caminhão. Roberval espera contar com a grande torcida corintiana que existe também em Curitiba que perde apenas para o Atlético e o Coritiba, times locais. Sempre com um nível forte de combatividade, Roberval mantém o otimismo nas duas provas finais da temporada. “Estou vivo no campeonato. É claro que as coisas ficaram mais difíceis com a quebra no Velopark, aquelas coisas que acontecem sempre quando a gente não espera que vão acontecer. Sou o único piloto que ganhou mais de uma corrida neste ano (Rio, São Paulo e Londrina) e as duas últimas pistas favorecem os caminhões grandes, como o meu. Vou para essas duas últimas corridas disposto a marcar todos os pontos possíveis, pole, melhor volta e vitória”, se anima o campeão de 2002.

A dupla da Mercedes-Benz, Wellington Cirino e Geraldo Piquet, depois dos bons resultados no Velopark (segundo e terceiro), se mostra ainda mais animada depois dos testes na semana passada na pista de Londrina com mais um trabalho de desenvolvimento dos Axor 2044. Cirino também encara a prova de Curitiba como prova decisiva. “Para mim as duas próximas corridas serão duas finais, duas provas decisivas para o campeonato. A primeira é essa em Curitiba, que vai definir quem serão os pilotos com chances de conquistar o título na última prova, em Brasília. Meu objetivo é sair do Paraná com a menor diferença possível para o líder. Piquet confia no retrospecto da marca no circuito. “As expectativas para a etapa de Curitiba são muito boas, a Mercedes-Benz tem um retrospecto de bons resultados nessa pista e, neste ano, nosso caminhão deve chegar ainda melhor por causa do desenvolvimento que o time tem feito ao longo da temporada. Vou partir para o tudo ou nada”, afirma Geraldo Piquet.

Fonte: Cross Brasil




Um comentário em “Curitiba recebe penúltima etapa da F-Truck com ar de decisão

  • 09/11/2010 em 09:21
    Permalink

    tenho algumas duvidas no grafico do
    alh como faço para cv com vc?

    abs

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!