NTC&Logística divulga pesquisa sobre perspectivas para 2011




De acordo com levantamento realizado pelo Departamento de Custos Operacionais e Estudos Técnicos (Decope), da NTC&Logística, para 32,3% dos empresários entrevistados, em 2011 o mercado de transporte de cargas se manterá estável na comparação com 2010, no qual o crescimento médio foi de 15%.

A pesquisa, realizada entre os dias 10 e 20 de janeiro, com 400 empresas de todo o Brasil, aponta que o transporte de carga deve enfrentar grandes desafios, sendo o principal o de atrair cerca de 120 mil pessoas para a profissão de motorista, por ano.

Mais de 65% das empresas pesquisadas acreditam que estão preparadas para atender a demanda prevista em 2011 e, para isso, 45,8% pretendem investir em caminhões.

Para o assessor técnico da NTC, Lauro Valdivia, apesar de existir uma falta de interesse pela profissão, o SEST SENAT tem investido em capacitação e qualificação desses profissionais.

Os dados apontam ainda que o valor do frete cobrado no mercado está abaixo do valor ideal, com desvalorização de 14,15%. Segundo Valdivia, “há muito tempo o frete está defasado e o grande problema é que boa parte das empresas desconhecem estrutura de custos e acham que gastam menos do que efetivamente gastam. É preciso levar em conta custos com IPVA, depreciação do caminhão, e o quanto se gasta rodando com o caminhão vazio, entre outros”, ressalta.

Ainda segundo o estudo, 79,5% dos entrevistados afirmaram que o desempenho de suas empresas foi melhor que no ano anterior e 52% creditam essa melhora a um aumento no volume de cargas a serem transportadas.

Fonte: Porto Gente




Deixe sua opinião sobre o assunto!