Vistoria mais rápida




Um exemplo vindo da Dinamarca poderá ser adotado pela Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) nas fiscalizações por opacímetro, em breve. O novo método otimizará o processo de vistoria, possibilitando um volume de fiscalizações superior ao promovido atualmente.

A Cetesb constatou que quase a totalidade dos veículos que apresentaram valores de opacidade igual ou inferior a 50% do indicado pelo fabricante, confirmaram a expectativa prévia e foram aprovados na vistoria. Se aprovado, o novo procedimento será adotado por todos os órgãos fiscalizadores.

Segundo Daniel Egon Schmidt, gerente do Setor de Operações e Regulamentação da Cetesb, um novo cálculo poderá agilizar a vistoria dos veículos. “Embora nova, a Normativa 6 da Resolução 418 do Conama já está sendo revista para agilizar o método. Ao invés de quatro acelerações, vamos acelerar uma vez para favorecer a ‘limpeza’ do escapamento e, se na segunda medição o resultado for igual ou inferior a 50% do valor do limite indicado pelo fabricante, o veículo será considerado ‘ok’. Porém, se o resultado for acima do indicado, o teste seguirá com o método tradicional com quatro acelerações”, explica.

Fonte: Transpoonline




Deixe sua opinião sobre o assunto!