BNDES suspende Finame PSI, mas mantém Procaminhoneiro




O BNDES suspendeu todas as operações de financiamento de caminhões, ônibus e maquinários pelo Finame PSI, mantendo apenas as do Procaminhoneiro. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, com medo do aumento das taxas – previsto para 31 de março -, as empresas apresentaram um volume enorme de novos pedidos nas últimas semanas.

O BNDES acredita na possibilidade de esses novos pedidos extrapolarem o orçamento de R$ 134 bilhões, estabelecido para o PSI em junho de 2009.

A expectativa do mercado é que as taxas subam no segundo trimestre deste ano, inclusive as do Procaminhoneiro. Atualmente, elas são de 4,5% para esta linha, que é voltada aos motoristas autônomos e às microempresas. Já o Finame PSI, destinado a médios e grandes transportadores, tem taxa anual de 8%.

A Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir) divulgou nota dizendo-se muito preocupada com a notícia. “No dia 22 de fevereiro, durante coletiva realizada pela nossa entidade, dissemos que teríamos um crescimento em 2011 da ordem de 4,5% sobre o ano passado. Infelizmente com as novas notícias, já teríamos uma mudança de cenário de crescimento para queda aproximada de 20%, desde que esta suspensão não seja longa e que as novas regras atendam os anseios do mercado, pois, caso contrário, teremos um resultado muito pior”, disse o presidente da Anfir, Rafael Wolf Campos.

Fonte: Revista Carga Pesada

Inscreva-se




3 comentários em “BNDES suspende Finame PSI, mas mantém Procaminhoneiro

  • 10/03/2011 em 11:54
    Permalink

    Boa tarde,

    Gostei bastante da materia e fico apreenciso quanto ao procamioneiro, pois estou trabalhando para requere um financiamento, mas não tem sido facil.

    Poderia me orientar quanto à orientação de como providenciar as papeladas.

    Abraços

    Resposta
    • 10/03/2011 em 11:56
      Permalink

      Gostei bastante da matéria e fico apreenciso quanto ao procamioneiro, pois estou trabalhando para requerer um financiamento, mas não tem sido fácil.

      Poderia me mandar orientação de como providenciar as papeladas e quais são necessarias?

      Abraços

      Resposta
      • 10/03/2011 em 13:13
        Permalink

        Infelizmente não tenho nenhum dado a respeito do sistema de liberação de crédito do Pró caminhoneiro. Você deverá se informar em algum ponto de venda de caminhões, bancos ou concessionárias autorizadas.

        Abraço e boa sorte

Deixe sua opinião sobre o assunto!