Entrevista com Pavel Sebor, CEO da SCS Software




Hoje tive a felicidade de obter resposta de um email que enviei a SCS Soft. Enviei esse email pedindo uma curta entrevista sobre a história e as pretenções da SCS para o futuro dos jogos de caminhões. Posso dizer que o Pavel Sebor, presidente da SCS é uma grande pessoa, além de ser muito humilde, pois respondeu meus emails prontamente.

Eu troquei alguns emails com ele, desde alguns dias, e dia 20/04 enviei o email com a entrevista, contendo oito perguntas. Recebi a resposta hoje, pois como ele mesmo disse, estão tendo muito trabalho para o desenvolvimento do Trucks & Trailers e do Euro Truck Simulator 2. As respostas que ele me deu vão sanar algumas dúvidas dos jogadores, além de mostrar mais uma vez que a SCS é uma empresa aberta para os jogadores!

Pavel Sebor

Perguntas:
1 – Quando surgiu a vontade de criar um simulador de caminhões?

Quando começamos a SCS Software, o plano era construir uma empresa de tecnologia, erámos apenas alguns programadores que faziam código gráfico. Mas depois decidimos mudar o foco e começar a construir jogos completos. Então, tivemos que contratar também alguns artistas para construir uma equipe com vasta gama de habilidades. Abordamos editores, à procura de trabalho para contrato por um jogo, qualquer jogo, basicamente, e um dos primeiros tipos de jogos que foi solicitado para nós foi um jogo de caminhões de longa distância de condução. E desta forma o jogo Hard Truck 18 Wheels of Steel nasceu, sendo o nosso primeiro simulador de caminhões. Isso foi há quase 9 anos! O jogo foi um sucesso modesto, e a editora queria continuação, e assim começamos a longa série 18 Wheels of Steel.

2 – Por que os primeiros títulos foram sobre caminhões americanos?

Essa não foi nossa escolha, foi devido à editora americana e sua necessidade de ter um jogo interessante para os clientes norte-americanos. Só mais tarde, quando já não eramos totalmente dependentes do dinheiro da editora, tentamos fazer nossos próprios jogos, em primeiro plano o pequeno Bus Driver, e depois maiores, como o Euro Truck Simulator. Fazer jogos com nosso próprio dinheiro, sem editores para financiar a obra, era um risco enorme, mas, felizmente, até agora está dando certo.

3 – Agora com o blog, é mais fácil ter idéias para novos empreendimentos? A grande quantidade de informações e solicitações recebidas pelo blog ajuda ou atrapalha o trabalho de vocês?

Ler os posts no blog é uma inspiração, definitivamente o diálogo com a comunidade de fãs é muito útil, mesmo que seja um grande tempo consumido. Muitas vezes encontramos um feedback muito útil lá, sugestões de coisas para corrigir, e sem o blog, trabalhariamos cegamente e sem saber corrigir as coisas problemáticas.

4 – Como você vê a pirataria? Pois mesmo com preço baixo, os jogos de vocês são pirateados.

A pirataria é um problema, mas todos os desenvolvedores de jogos e editores estão à enfrentá-lo, então não estamos sozinhos. É lamentável, mas nós podemos apenas esperar que ao longo do tempo, os nossos jogadores compreendam que se eles querem que nós melhoremos e desenvolvemos jogos ainda melhores, não há outra maneira de nos ajudar senão com o pagamento do nosso trabalho, comprando nossos jogos. A SCS Software está investindo todo o dinheiro de volta em desenvolvimento imediatamente quando ela chega, e o Euro Truck Simulator 2 é um projeto muito faminto financeiramente que facilmente engoliria um orçamento maior, se o tivéssemos.

5 – Você pensa em criar um sistema mais seguro contra a pirataria dos seus jogos?

Estamos pensando nisso, mas, ao mesmo tempo, não queremos punir os clientes pagantes, pedindo-lhes para lutar com um sistema que poderia lhes causar problemas.

6 – Os jogadores brasileiros podem sonhar com um futuro “Brasilian Truck Simulator”?

Estamos conscientes de que o Brasil é um país muito grande e com a indústria de transporte muito forte. Sabemos também que temos um monte de fãs no Brasil. O número de visitantes no nosso site scssoft.com do Brasil é muito alta, por exemplo, pelos registros do servidor, vemos que em Abril, tivemos mais visitantes do Brasil do que tivemos da Alemanha!

Infelizmente, mesmo que tentemos, não podemos encontrar um distribuidor no Brasil para os nossos jogos. Nós pedimos sugestões dos fãs, e tenho algumas dicas sobre distribuidoras brasileiras de jogo, mas até agora não conseguimos obter respostas para as nossas tentativas de se comunicar. Seria um bom começo para poder oferecer aos nossos próximos jogos para os fãs brasileiros para a compra nas lojas, e o sucesso de mercado pode nos motivar, no futuro, a olhar mais de perto as oportunidades de desenvolvimento para o Brasil ou até mesmo todo o sul da América.

7 – A SCS começou a ouvir os jogadores para desenvolver a novo ETS2. Isso ajudará as vendas?

Temos sempre tentado ler os comentários dos sites de fãs de jogos de caminhão, sempre tentamos ouvir a comunidade. Mas nunca esteve em nosso poder implementar todos os desejos da comunidade, isso é outro assunto, mas sempre mantivemos os fãs em mente. Somos uma empresa pequena, levamos tempo para melhorar os nossos jogos, mas com cada geração de jogos, tentamos ficar melhores e mais próximos do ideal. Nosso blog agora nos oferece um novo canal de comunicação em dois sentidos, já não apenas passivamente, mas também conseguimos um feedback, e achamos que o envolvimento da comunidade pode realmente ajudar-nos a criar um jogo melhor, e eventualmente até mesmo conseguir mais vendas.

8 – Para um futuro não muito distante, podemos sonhar com o jogo online?

No futuro imediato, eu acho que o modo multiplayer não é muito provável. Ele trás de volta para os problemas mencionados acima. Multiplayer é uma grande característica, muito grande para uma empresa do nosso tamanho. Com o enorme tamanho do nosso mapa, e com o tempo que leva para entregar a carga, os jogadores precisariam gastar muito tempo no modo multiplayer para conseguir algum progresso. Em vez de sessões isoladas, com o modo online devidamente implementado, seria necessário algum tipo de jogo onde os jogadores possam entrar, fazer logoff, e depois voltar novamente. Basicamente, nós precisariámos escrever um MMO para fazer certo e para as pessoas serem felizes. Esta é uma grande tarefa, todos os nossos programadores fariam apenas isso e nada mais se quiséssemos tê-lo para o nosso próximo jogo, e ainda há tantos outros recursos de alta prioridade para colocar em prática. Portanto, estamos de volta onde começamos – com a melhoria da qualidade nos nossos jogos, e com índices de pirataria baixando, espero que a gente vai começar a ganhar dinheiro o suficiente para ser capaz de financiar os nossos projetos no futuro, para podermos contratar mais programadores e adicionar ainda mais recursos que os fãs estão pedindo, inclusive multiplayer.

Pavel Sebor

____________________________________________________

Mais uma vez agradeço a SCS Soft pela oportunidade. fiquei muito feliz em obter resposta e conseguir essa breve entrevista com o Pavel Sebor.

Gostou? Comente!

Entrevista em Inglês:

Questions:
1 – When did the desire to create a simulator trucks?

When we started SCS Software, the plan was to build a technology company, we were just a few programmers doing graphics code. But later we decided to switch focus and start building complete games including graphics. So we had to hire also artists to build a team with full range of skills. We approached publishers, looking for contract work on a game, any game basically, and one of the first types of games that was requested from us was a long haul truck driving game. And this way Hard Truck 18 Wheels of Steel game was born, our very first truck sim. That was almost 9 years ago! The game was a modest success, so the publisher wanted a sequel, than another sequel, and this way we started the long 18 Wheels of Steel series.

2 – Why the first titles were on American trucks?

That wasn’t our choice, that was due to the American publisher and their need to have a game interesting for Northern American customers. Only later, when we no longer were fully dependent on publisher money, we have tried doing our own games, first smaller (like Bus Driver), and later bigger, like Euro Truck Simulator. Doing games from our own money, without publishers financing the work, was a huge risks, but fortunately so far it works.

3 – Now with the blog, it’s easier to have ideas for new developments? The vast amount of information and requests received by the blog helps or hinders the work of you?

Reading the posts on the blog is an inspiration, definitely the dialog with the fan community is very useful, even though it’s a time consuming activity. We are often finding very useful feedback there, suggestions for things to fix, without the blog, we would just work blindly and with no way to correct problematic things.

4 – How do you see piracy? For even with low price, your games are pirated.

Piracy is a problem, but every game developer and publisher is facing it, we are not alone. It is unfortunate, but we can only hope that over time, people playing our games fully understand that if they want us to improve, to develop even better games, there is no other way than to support us with paying for our work. SCS Software is investing all the money back into development immediately as it arrives, and Euro Truck Simulator 2 is a very hungry project that would easily swallow a higher budget if we had it.

5 – You think about creating a system more secure against piracy of their games?

We are thinking of it, but at the same time, we do not want to punish the paying customers by asking them to fight with buggy DRM system only causing them trouble.

6 – The Brazilian players can dream of a future Brazilian Truck Simulator?

We are aware that Brazil is a very big country with very strong transportation industry. We also know that we have a lot of fans in Brazil. The number of visitors to our scssoft.com website from Brazil is very high, for example from the server logs we see that in April, we had more visitors from Brazil than we had from Germany!

Unfortunately, even though we tried, we cannot find a distributor in Brazil for our games. We even asked for suggestions from fans, and got some tips on Brazilian game distribution companies, but so far we haven’t managed to get answers for our attempts to communicate. It would be a nice start to be able to offer our upcoming games to Brazilian fans for purchase in stores, any success on the market may motivate us in the future to look  closer at opportunities developing for Brazil or perhaps even all of South America.

7 – The SCS started listening to players to develop the new ETS2. This will help sales?

We have been always trying to read message boards on truck game fan sites, we always listened to community. It was never in our powers to implement all the wishes of the community, that is another matter, but we always kept the fans in mind. We are a small company, it takes us time to improve our games, but with each generation of games, we are going to get better and closer to the ideal. Our blog now offers us a new, two-way communication channel, we no longer just passively listen but also try asking for feedback, and we think involving the community in such way can really help us create a better game, and eventually even achieve better sales.

8 – For a not too distant future, we can dream about the game online?

In the immediate future, I am afraid online multiplayer is not very likely. It is back to the problems mentioned above. Multiplayer is a big feature, certainly big for company our size. With the huge size of our map, and with the time it takes to deliver cargo, the players need to spend a lot of time in multiplayer to achieve some progress. Rather than isolated sessions, properly implemented multiplayer would require some sort of persistent game world to which players can log in, log off, and then return back again. Basically we’d need to write an MMO to do it right for people to be happy. This is a big task, all our programmers would do just this and nothing else if we wanted to have it done for our next game, and yet there are so many other features with high priority to implement. So we are back to where we started – with improvements in quality in our games, and with piracy rates getting lower, hopefully we will start making enough money to be able to finance our future projects better, hire more programmers, and add even more features that the fans are calling for, including multiplayer.

Pavel Sebor

____________________________________________________

Thanks for reading! Comment here!




20 comentários em “Entrevista com Pavel Sebor, CEO da SCS Software

  • 05/12/2011 em 17:29
    Permalink

    Ow cara, meus parabens pela materia
    Tô no aguardo do Euro Truck Simulator 2, vai ser totalmente lol!!

    Resposta
  • 20/08/2011 em 23:25
    Permalink

    o jogo sem duvida e otimo,agora ja imaginou esse simulador alem das infomaçoes que ja existe,com cosumo de combustivel e danos de batidas e multas colocasem.desgaste de motor de pneus caixa de machar seria o bicho nao onde seria colocado o desenho dos ites sitados euma barra embaixo ou ao lado medidor de desgaste verde amarelo vermelho

    Resposta
  • 26/04/2011 em 18:03
    Permalink

    Boa tarde Rafael.

    Um tempo atrás, entrei em contato com o Sr. Pavel justamente para comentar sobra a distribuição dos jogos da SCS no Brasil. Ele me disse que infelizmente tinha dificuldades em entrar em contatar distribuidores aqui.
    Então ele me pediu para lhe indicar e ajudar a contatar distribuidores que poderiam se interessar nos jogos de simulação da SCS.
    Entrei em contato com vários distribuidores mas sem sucesso.
    Quando li esta entrevista ontem, resolvi entrar em contato novamente com a Tech Dealer e eles me responderam hoje dizendo que iriam entrar em contato com o Sr. Pavel hoje mesmo (26/04).
    Boas notícias…tomara né?
    Um “anônimo” escreveu após meu comentário no blog da SCS que seria bom fazermos uma pressão pacífica sobre distribuidores aqui do Brasil, já que como diz o ditado “a união faz a força”.
    Enfim, espero que seja possível se comprar ETS 2 em várias lojas aqui do Brasil.

    Um abraço.

    Resposta
    • 26/04/2011 em 22:10
      Permalink

      Que maravilha ein! Muito obrigado pelo apoio à SCS!
      Abraço

      Resposta
  • 26/04/2011 em 17:49
    Permalink

    Boa tarde Rafael.

    Um tempo atrás entrei em contato com o Sr. Pavel para conversar justamente sobre este fato de eles não terem seus jogos distribuídos aqui no Brasil. Ele me disse que encontrava dificuldades em contatar distribuidores interessados por aqui e me pediu ajuda para contatar possíveis interessados.
    Tentei vários mas não consegui nenhum resultado positivo pelo que vi pela sua entrevista.
    Ontem a noite escrevi novamente para a Tech Dealer que distribui jogos do tipo de simulação, entre outros, e obtive uma resposta positiva deles. Me informaram que iriam entrar em contato com o Sr. Pavel ainda hoje (26/04).
    Boas notícias…tomara né?
    Seria bom, talvez, os apreciadores de jogos de simulação de caminhões fazer alguma pressão pacífica para cima das distribuidoras brasileiras, conforme sugestão de um “anônimo” no blog da SCS.
    Enfim, eis uma sugestão.
    Tomara q

    Resposta
  • 26/04/2011 em 11:45
    Permalink

    Excelente me parese muy buan entrevista y ayuda a resolver muchas dudas, adelante y exitos

    Resposta
  • 26/04/2011 em 00:16
    Permalink

    Olá Brusque!

    Poderia perguntar a respeito ao Pavel se não teria como baixar mais um pouco o preço dos Jogos deles, não é todos que tem condiçoes de comprarem, eu gostaria e muito de comprar. Sou apenas um fã da Scs Software que gostaria de ajuda-los a se manterem.

    Abraços!

    Resposta
    • 26/04/2011 em 10:28
      Permalink

      Pela qualidade dos jogos, e o nível de trabalho da SCS, o jogo já está barato. 19,99 em dólares é menos de 40 reais!

      Abraços

      Resposta
  • 25/04/2011 em 21:27
    Permalink

    Pra melhorar, eles precisam abandonar a problemática engine Prism3D.

    Resposta
  • 25/04/2011 em 20:45
    Permalink

    Esse jogo e muito bom, tamos na espera macanudo…

    Resposta
  • 25/04/2011 em 20:18
    Permalink

    destaque que ele publicou no blog da scs o link para esta entrevista

    Resposta
  • 25/04/2011 em 16:40
    Permalink

    É pelo menos daqui para frente estes pessoais da pirataria parem, sabendo que este próximo jogo dará muito trabalho.
    Claro que o brasil da uma avacalhada no preço mais não quer dizer que se deve piratear o dvd do jogo. Estou a acompanhar o blog e no canal do youtube. Já até estou a guardar uns 200 reais, porque jogo bom é jogo sem bug no cracker…
    Abração e adorei a entrevista :D
    Até mais…

    Resposta
  • 25/04/2011 em 15:34
    Permalink

    Parabens pela entrevista, eu apesar de nao estar satisfeito com a fisica deles, sempre compro os jogos SCS, portanto vou tambem comprar Truck and Trailers.

    Resposta
  • 25/04/2011 em 13:04
    Permalink

    Espero que a galera ai se toque, e compre o NOVO
    TRUCKS & TRAILERS ORIGINAL, e nao baixar o pirata, vamo ajuda eles , e assim eles melhoro muito mais o ETS 2 :D
    eu ja vou compra o original, so espero que haja forma de pagamento aqui pra nos, ( que nao precisde de cartao internacional )
    falo
    abraços

    Resposta
  • 25/04/2011 em 12:59
    Permalink

    Parabens!!! muito gustoso ver uma nota con SCS, novamente Parabens!!!

    Resposta
  • 25/04/2011 em 12:28
    Permalink

    *————-*

    putaqueparil ! Mto Top :)

    Será Q Sai O “Brasilian Truck Simulator” ?

    E Será Q Vai Ter Online ?

    To Ae Na Espera

    Mto Daora A Entrevista Mano *—–*

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *