Motoristas mais vigiados




As formas de reduzir custos com manutenção do caminhão, riscos de acidentes e consumo de combustível continuam sendo estudadas pelo setor de transporte rodoviário de cargas. E, ao que parece, estimular a condução correta do veículo é a melhor maneira de se alcançar resultados positivos neste sentido. Afinal, segundo dados do ISET (Instituto Setcepar de Educação no Transporte) o motorista que tem boas práticas no trânsito consegue reduzir em até 50% os riscos de acidentes, economizam combustível em cerca de 15% e ainda desgastam 10% menos as peças e os componentes do veículo.

Com isso, a 3T Systems investiu R$ 2 milhões, no ano passado, para o desenvolvimento de novos produtos e soluções de rastreamento e monitoramento de carga. No entanto, a criação mais expressiva e fruto das aplicações foi o 3T Inovação, um sistema equipado no próprio rastreador fabricado pela empresa, que permite um avaliação comportamental dos motoristas durante a viagem. “Esse sistema irá auxiliar as transportadoras a evitar os acidentes, que geram mais custo que os roubos de carga para as empresas”, afirma Eduardo Meirelles, gerente de desenvolvimento da 3T Systems.

Sem necessitar de sensores em nem um lugar do veículo, um pequeno aparelho rastreador envia avaliações constantes ao transportador por GPS sobre a forma que está sendo conduzido o veículo. Com isso o empresário pode acompanhá-las instantaneamente pela Web. Esse sistema de telemetria pode identificar se os limites de velocidade estão excessivos para o trecho no qual o veículo está percorrendo, se o motorista está fazendo freadas bruscas ou se está retomando a aceleração de forma agressiva. “Dessa forma, a empresa pode avaliar o que precisa ser trabalhado para melhorar a desenvoltura do motorista”, explica Meirelles.

A empresa já está comercializando este dispositivo e estima que até o final deste ano já estejam circulado 1 500 veículos com esse tipo de serviço de monitoramento e avaliação comportamental dos motoristas.

Fonte: Transporte Mundial

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!