DAF cada vez mais perto




De acordo com informações, seis Estados estariam na disputa para receber a fábrica de caminhões da grupo norte-americano Paccar, com planos para investir cerca de US$ 200 milhões e gerar mil empregos diretos. De acordo com comentários locais, o Paraná levaria ligeira vantagem sobre São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. Na segunda-feira à tarde, o assunto foi tratado em conversa com o governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), em Curitiba, por dirigentes da empresa, que tem vindo com freqüência ao Brasil conduzindo suas negociações para a instalação de uma unidade da empresa no país. A Paccar registrou faturamento de US$ 10,3 bilhões e teve lucro de US$ 457 milhões em 2010.

A matriz do Grupo fica em Bellevue, Washington, mas são executivos europeus da montadora DAF, marca definida para representar a Paccar no Brasil, que tem se manifestado publicamente com mais frequência. No último IAA, em Frankfurt, esse interesse pelo Brasil foi mais uma vez confirmado à reportagem de Transponews. Mark Pigott, CEO da Paccar, comentou recentemente o assunto para a imprensa econômica nos Estados Unidos, frisando que o “objetivo para a DAF é obter 10% do mercado brasileiro de caminhões médios e pesados.”

Pressão paranaense

“Temos ordem de não perder empresas”, afirma Ricardo Barros, secretário da Indústria e Comércio do Paraná, comentando o esforço para atrair a unidade. A procura pelo terreno teria começado ainda em outubro, com decisão final aguardada para junho. Candidata assumida, Ponta Grossa, município com cerca de 300 mil habitantes e localizada a 115 quilômetros de Curitiba, já teria até um imóvel pré-selecionado. Cortada pela BR-277, tem fácil acesso a portos do Paraná e de Santa Catarina.”Estamos no páreo e vamos brigar”, comentou João Luiz Kovaleski, secretário municipal de Indústria e Comércio.

Fonte: Transpoonline

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!