Vazamentos




Há dois tipos de vazamentos: o de óleo e o de líquido do arrefecimento. Ambos podem causar problemas graves ao motor, chegando a fundi-lo. Um veículo que apresenta vazamentos jamais seria aprovado numa inspeção. No entanto, problemas desse tipo são fáceis de serem identificados. Basta observar se os níveis de água e óleo baixam com frequência. O aquecimento constante também é outra indicação de vazamento do líquido de arrefecimento, assim como quando o caminhão deixa rastros e manchas de óleo. O líquido de arrefecimento deve ser trocado de acordo com as especificações do próprio fabricante.

Nesses casos, os problemas geralmente se apresentam em juntas de cabeçote, cárter, bloco do motor, tampa de válvulas ou na capa dos tuchos. Já quando se trata de vazamento do líquido de arrefecimento, a identificação de problemas fica um pouco mais difícil, pois, por ser menos denso que o óleo, ele evapora com facilidade, devido à alta temperatura do motor. Esse tipo de vazamento acontece geralmente nos mangotes, bomba- dágua, reservatório de expansão, radiador ou pelo bloco de motor, quando está trincado. Por isso é importante ter atenção redobrada à luz indicadora de baixo nível de líquido no reservatório, que deve ser trocado a cada 10 000 km, e conferir frequentemente o próprio reservatório. Se alguns desses sinais aparecerem, procure imediatamente um mecânico de sua confiança e evite problemas.

Fonte: Transporte Mundial

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!