Manobras de caminhão complementam a performance em Extreme Show no Beto Carrero World




Quando o show termina ninguém quer ir embora. Centenas de pessoas descem até a pista para encontrar a equipe. Fascinados, os visitantes nem se importam em aguardar alguns minutos na fila. Todos fazem questão de cumprimentar os pilotos do Extreme Show e, claro, levar uma recordação para casa. Além do elenco, os carros, motos e agora até um caminhão também recebe o carinho da plateia.

Quem visitou o Beto Carrero World no último feriado pode conferir a grande novidade do Extreme Show. Em meio às manobras de carros e motos, um caminhão ganhou a pista. Bastou o primeiro ronco do motor para a plateia ir ao delírio. “O Beto Carrero World está de parabéns, as manobras são incríveis!” afirmou a visitante Lale Correia, de Curitiba (PR), que pela primeira vez assistiu ao show e fez questão de registrar todos os momentos em sua câmera fotográfica.

Tiago Pereira Amorim e a namorada Maeni Aguiar dos Santos, de Guarulhos (SP), assistiram ao espetáculo pela segunda vez. “Ano passado viemos ao Parque e assistimos o Extreme Show. Nós já havíamos gostado, mas este ano está ainda melhor. O caminhão enriqueceu ainda mais o show”, comparou Tiago bastante impressionado pela cortina de fumaça e a imponência que o veículo acrescentou ao espetáculo.

Os pilotos Márcio Vieira, o “Cabeça”, e Luciano Sabino, o “Fão”, são os grandes heróis da boléia. Foram dois meses de longos treinos para atingir o nível de qualidade que já era conquistado pelo Extreme. “O princípio da manobra é o mesmo, mas é mais complexo realizar com o caminhão, pois exige muito mais noção de espaço do que um carro”, explica Cabeça.

Ele conta que a performance com o caminhão é inédita em sua carreira, embora já tivesse conduzido em via normal. No caso de Fão, o desafio foi ainda maior, pois sequer havia dirigido um veículo deste porte. A escolha dos pilotos foi em virtude do roteiro do show, onde as manobras precisam estar sincronizadas com a disponibilidade deles.

Enquanto um caminhão comum e do mesmo modelo possui 320 cavalos, o bruto que compõe o Extreme Show teve sua capacidade elevada para 1000 cavalos de potência, ou seja, mais que o triplo de força de um caminhão normal. A precisão do piloto aliada à adequação mecânica resultaram no número que confere ainda mais adrenalina ao show. E a aceitação do público não poderia ser melhor.

Fonte: Cross Brasil




Deixe sua opinião sobre o assunto!