Caminhão lançador de foguetes Katyusha faz 70 anos




O Katyusha, um lançador de múltiplos foguetes desenvolvido e utilizado pelo Exército Vermelho durante a Segunda Guerra Mundial, comemora nesta quinta-feira, 14, seus 70 anos. A arma, considerada fundamental para o sucesso da ofensiva russa durante a Grande Guerra Patriótica, é um caminhão militar (usualmente o ZiS-6) equipado com um lançador de foguetes BM-8, BM-13 e BM-31. Comparado aos equipamentos de artilharia mais comuns, ele era considerado de baixa precisão, porém o seu custo de produção era baixo, a mobilidade grande e o lançamento múltiplo de foguetes possibilitava atingir amplas áreas nos destacamentos inimigos.

A indústria soviética fabricou entre julho de 1941 e dezembro de 1944 cerca de 30 mil máquinas de guerra do modelo Katyusha, e mais de 12 milhões de unidades de foguetes de diversos calibres utilizados por essa arma.

O exército alemão apelidou a arma de “órgãos de Stalin”, devido à semelhança do equipamento com os tubos de um órgão e ao estrondoso som produzido durante o lançamento dos projéteis. “Katyusha” é diminutivo do nome “Catarina”. A arma recebeu o nome não oficial, segundo reza a lenda, em homenagem à música homônima, muito popular na época. A canção era dedicada a Katyusha, uma moça russa que cantava para lembrar o amado que tinha ido para a guerra.

Fonte: Diário da Rússia




Deixe sua opinião sobre o assunto!