EuroCombi com estreia comprometida na Alemanha




Mais de 300 empresas transportadoras continuam à espera que o governo federal marque o arranque da circulação experimental dos conjuntos EuroCombi nas estradas alemãs.

A experiência estava, e continua a estar, agendada para este Verão. Mas à medida que o tempo passa as expectativas dos transportadores vão baixando. E no entanto o ministro dos Transportes do governo de Berlim insiste em que a medida é para avançar e que qualquer recuo está fora de questão.

Os conjuntos de 25,25 metros deverão poder circular em algumas estradas alemãs. Mas até ao momento não são conhecidas sequer as vias escolhidas para realizar a experiência. E menos se sabe ainda quantas serão as licenças emitidas para os transportadores rodoviários interessados em utilizarem os EuroCombi.

A tanta indefinição e a tamanhos atrasos não será estranha a oposição dos “landers” à realização da experiência patrocinada pelo governo federal. Neste momento a maioria das regiões opõe-se à circulação dos EuroCombi, o que não apenas dificulta a fixação dos traçados autorizados como, no limite, pode comprometer a viabilidade da utilização daqueles conjuntos rodoviários.

Paradigmático é o caso do “lander” de Baden Wurtemberg, onde os ecologistas ganharam as eleições da Primavera e que se opõe à circulação dos EuroCombi. Trata-se de uma das regiões mais industrializadas da Alemanha (onde se localizam os principais centros de produção da Mercedes e da Bosch, por exemplo), onde haveria uma natural apetência dos carregadores e dos transportadores para usarem meios de maior capacidade de transporte.

Em conclusão, bem pode o ministro federal continuar a garantir a estreia dos EuroCombi na Alemanha; os que conhecem o processo recusam-se a colocar as mãos no fogo por ele.

Fonte: Transporte & Negócios

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!