Conheça mais sobre a etapa dos caminhões no Rally dos Sertões




A paixão pelos caminhões faz o país andar todos os dias e a paixão pela velocidade faz o país sonhar. O papel dos caminhões é mais do que a contribuição ao progresso fazendo o país rodar. É uma homenagem à competição, graças ao Rally dos Sertões, fazendo o país acelerar.

Lá vai o progresso do Brasil transportado diariamente pelas frotas de caminhões. Lá vem o Rally dos Sertões para mostrar que, além de desenvolvimento, caminhão é sinônimo de disputa esportiva de alta qualidade. Mudam os brutos radicalmente de rumo e dos caminhos do progresso enveredam diretamente pelos caminhos da velocidade.

Um começo diferente

Caminhão em prova de rally Cross Country começou apenas com a sua função primitiva de transportador. Levar peças e mecânicos pelas mesmas trilhas percorridas por carros e motos foi apenas uma rápida fase, já que logo os caminhões mostraram a sua versatilidade e o seu apetite. Agora eles provam, a cada novo Rally dos Sertões, que são capazes de encarar o desafio e, até mesmo, de dar trabalho a muita pick-up inscrita.

Leves ou pesados?

No Rally dos Sertões os caminhões estão divididos em duas categorias: Caminhões Leves, com peso mínimo de 3.500 kg, e Caminhões Pesados, com peso mínimo de 4.800 kg. Entre uma e outra, são diferentes os obstáculos e infinitas as oportunidades. Com os Leves, a lida leva à maior velocidade aliada ao repto de enfrentar até mesmo os carros mais descuidados. Com os Pesados, o foco fica por conta do enorme desafio que é levar quase cinco toneladas por estradas mais adequadas à movimentações de cargas em lombo de burros.
Espetáculo análogo

Tanto em um como em outro caso, o beneficiado é quem tem a oportunidade de assistir. De ver a mobilidade e a estabilidade passando, durante 10 dias seguidos, de forma extraordinária e em velocidades inimagináveis. Tanto em um como em outro caso, quem sai ganhando é quem fica com a certeza de que presenciou um espetáculo extraordinário e que pode confiar nos produtos que encontra para comprar nas lojas.

Controle ambiental

A poluição causada pela fumaça dos motores é a preocupação primeira com o que a enorme potência pode causar para a natureza. Assim, segundo o regulamento, o motor não poderá produzir fumaça excessiva e toda emissão exagerada será penalizada da seguinte maneira:

1ª Infração com 05 minutos;
2ª Infração com 15 minutos;
3ª Infração com 30 minutos;
4ª Infração com 01 hora;
5ª Infração com a desclassificação/exclusão do evento.

E o percurso é igualzinho, igualzinho?

Salvos alguns raros trechos, onde os caminhões não cabem fisicamente, o percurso os leva pelos mesmos 10 dias e 4026 km de percurso. Com a provocação extra de sempre largarem mais tarde em cada uma das especiais e de, muitas vezes, chegarem à próxima cidade já com o dia escurecendo. Mas, com uma vantagem jamais cantada ou nunca suficientemente lembrada: Lá do alto do ponto de observação da boléia deles, os caminhos podem ficar mais simples de serem seguidos e os obstáculos mais fáceis de serem evitados.

Quem vale contratar para fazer o seu carreto?

São cinco os pretendentes este ano aos títulos no Rally dos Sertões. Entre os dos Caminhões Leves inscritos a briga vai ser muito boa entre o tricampeão Edu Piano e o jovem Rafael Conde que vem se destacando. Os dois com o imbatível Ford F4000. Entre os Caminhões Pesados, um Ford Cargo 1722 e vencedor em 2010, pilotado pelo vencedor em 2009, Amable Barrasa vai enfrentar a parada dura de dois Mercedes Benz Atego 1725 nas mãos de dois multicampeões: André Azevedo e Guido Salvinni.

Qualquer que seja o resultado, pode ficar tranquilo que a sua carga está em boas mãos.

Fonte: Bagarai Automobilismo

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!