MAN Latin America passa a comercializar versão 8×2 do Constellation 24-250




Aumento no volume de carga transportada e da rentabilidade por viagem. Essas são algumas das vantagens operacionais do caminhão VW Constellation 24.250 8×2, que será comercializado pela MAN Latin America em caráter promocional entre os meses de setembro e dezembro de 2011. O caminhão é uma adaptação do VW Constellation 24.250 6×2, modelo mais vendido no país, e é produzido graças a uma parceria entre a montadora e o centro de modificações BMB Mode Center, localizado ao lado da fábrica da MAN Latin America em Resende (RJ).

Indicado para aplicações como graneleiro, baú de alumínio e tanque, o veículo já era oferecido anteriormente como uma Solicitação de Veículo Especial – SVE, e chega para reforçar ainda mais o conceito sob medida da montadora. “A procura por esse modelo tem sido muito grande, por isso, optamos por produzir 80 unidades por mês até o final do ano. Essa é mais uma ação para o aumento da competitividade de nossos produtos perante o mercado”, diz Ricardo Alouche, diretor de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da MAN Latin America.

De acordo com o executivo, hoje, os modelos Volkswagen nesta configuração especial, detém 50% do volume dos veículos 8×2 em circulação e vêm se consagrando pela confiabilidade e produtividade no segmento. Os caminhões possuem inúmeras vantagens operacionais. Na aplicação tanque, por exemplo, a versão permite um ganho de produtividade para entregas urbanas em cidades onde uma carreta não conseguiria manobrar para entrega de grandes volumes de combustível.

Veículos sob medida

Oferecer produtos sob medida e que atendam as necessidades de seus clientes é uma marca registrada da MAN Latin America. O BMB Mode Center é um parceiro constante da empresa neste sentido. O centro, que completará dez anos de atividades no próximo mês de setembro, é responsável por modificações em diversos veículos que saem da fábrica de Resende. No caso do VW Constellation 24.250 8×2, o trabalho do BMB é o de implementar um segundo eixo direcional ao chassi dos veículos 6×2, possibilitando maior capacidade de carga sobre o chassi e mais variações de distâncias entre os eixos dianteiros e traseiros.

Desde 2001, quando foi criado, o centro já modificou mais de 93.300 veículos. Entre as modificações, destacam-se adaptações para caminhões de lixo, para os veículos voltados para a construção civil, para o transporte de bebidas, os veículos 4×4 do Exército, ônibus piso baixo, entre outros.

Fonte: Man Latin America

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!