Poucas mudanças para recorde de velocidade com a Ford F-250




Recentemente, uma caminhonete F-250 Super Duty 2011, da equipe Hajek Motorsports, estabeleceu dois recordes mundiais de velocidade no deserto do Estado de Utah (EUA), mais precisamente na Bonneville Salt Flats. O veículo, equipado com um motor Power Stroke V8, 6.7 turbodiesel, 400 cv de potência e 111 kgfm de torque, atingiu a velocidade de 293 km/h usando diesel B20 (20% de biodiesel à base de soja) e 275 km/h com diesel comum. O recorde anterior pertencia à caminhonete GM Duramax, que atingiu 268,5 km/h.

“A competição faz parte do DNA da Ford e, para nós, é natural construir um veículo de corrida que demonstra a sua liderança no mercado de picapes a diesel e biodiesel”, conta Brent Hajek, dono da Hajek Motorsports.

O recorde conquistado em uma categoria, normalmente poluída por veículos tunados e cheio de modificações, ganha ainda mais destaque por ter demandado poucas modificações. “A F-250 é uma excelente picape, com uma capacidade incrível. Estou surpreso como conseguimos atingir esse resultado com apenas algumas modificações,” afirma Hajek.

Com a colaboração de engenheiros da Ford, as mudanças incluíram apenas componentes periféricos do motor, como bomba de combustível de alta pressão, injetores e turbo para aumentar o fluxo de combustível. A taxa de compressão também foi alterada. “A engenharia básica do motor nos forneceu uma fundação sólida para começar. E funcionou muito bem, já que aumentamos a potência do motor em mais de 50% com apenas algumas mudanças”, garante Paul Niessen, engenheiro de Powertrain.

Fonte: Transpoonline

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!