Um novo dia, um novo desafio para a Salvini Racing




O piloto Guido Salvini, o navegador Flávio Bisi e o copiloto Fernando Chwaigert ficam em 2º lugar entre os Caminhões Pesados, na etapa que levou a caravana do Rally dos Sertões à cidade de Porangatu, GO

Mais uma vez a organização do Rally dos Sertões, a Dunas Race, cumpriu a palavra quando disse que a 2ª etapa da 19ª edição seria a mais completa e uma das mais difíceis de 2011. De Pirenópolis a Porangatu, GO, a especial de 175 quilômetros para os caminhões, foi extremamente desafiadora, principalmente, para a Salvini Racing, que teve problemas mecânicos.

Com seis quilômetros de prova, o câmbio do Mercedes-Benz Atego 1725 quebrou, e alterou totalmente os planos da equipe. Para se adequar a esta realidade, o piloto Guido Salvini adotou uma pilotagem mais conservadora e precisa, já que ele não poderia falhar nas manobras. A responsabilidade também aumentou para o navegador Flávio Bisi, que não titubeou na leitura da planilha.

O trio ficou na 2ª posição da categoria Caminhões Pesados, com o tempo de 2 horas 56 minutos e 53 segundos. Os vencedores foram André Azevedo, Sidinei Broering e Ronaldo Pinto. “Foi uma especial muito dura, com obstáculos que judiaram bastante de todo o conjunto. Porém, o mais impressionante, é que devido a quebra do câmbio, inevitavelmente, ele perdeu o óleo, e ainda sim, aceleramos por 500 quilômetros. Isso comprova a quão resistente é o equipamento, mesmo quando imprevistos acontecem”, observou Salvini.

O percurso apresentou uma grande variedade de obstáculos: areia, piçarra, serra, trechos sinuosos, trial, pastagem e travessia de rio. “Infelizmente, não pudemos lutar pela liderança da competição, e ainda perdemos um tempo importante que será contabilizado no resultado acumulado. Mas ainda temos oito dias de rali, e nos esforçaremos para recuperar posições”, afirmou o copiloto Fernando Chwaigert.

Os mecânicos da Salvini Racing passarão a noite consertando o veículo, pois amanhã cedo há um novo desafio: a 3ª etapa segue rumo a Gurupi, no Tocantins. Serão 455 quilômetros, com trecho cronometrado de 151 quilômetros para os caminhões, com muita navegação e mais obstáculos que cansarão os competidores: trial, pedras, travessias de riachos e muito mais.

Confira o roteiro do 19º Rally dos Sertões:

3ª etapa – 12/08 – Hoje:
Porangatu (GO) a Gurupi (TO)
Deslocamento inicial: 66 km
Trecho especial: 285 km
Deslocamento final: 104 km
Total do dia: 455 km

Fonte: CronoSpeed




Deixe sua opinião sobre o assunto!