Chegada da versão Vitré deixa ainda mais completa a linha de veículos utilitários Renault Master




A linha Master ganha mais um novo integrante. Atenta à demanda de mercado, a Renault do Brasil inicia a comercialização da versão Vitré, que atenderá principalmente empresas que necessitam de agilidade em fiscalização e segurança (uma vez que, com a adoção das janelas laterais, a carga fica visível) e clientes que preferem buscar seus próprios adaptadores para ter liberdade de customização de acordo com suas necessidades.

Em se tratando do segmento de furgões leves (FU3), a gama Master agora está completa, com opções para os mais variados usos e necessidades de pessoas físicas ou jurídicas: Chassi-Cabine, Furgão, Minibus, transformados e Vitré, com chassis curtos, médios, longos e tetos altos ou baixos.

O novo Master Vitré chega ao mercado com três opções de tamanho: L1H1 (chassi curto e teto baixo), L2H2 (chassi médio e teto alto) e L3H2 (chassi longo e teto alto), que apresentam diferentes configurações de janelas, conforme o tamanho do veículo:

* Master Furgão Vitré L1H1: porta lateral com janela basculante + janela traseira com vidro fixo (lado direito) e janela do meio com abertura basculante + janela traseira com vidro fixo (lado esquerdo)
* Master Furgão Vitré L2H2: porta Lateral com janela basculante + janela traseira com abertura basculante (lado direito) e janela do meio com abertura basculante + janela traseira com abertura basculante (lado esquerdo)
* Master Furgão Vitré L3H2: porta lateral direita com janela de vidro basculante + duas janelas traseiras com vidro fixo (lado direito) e primeira janela traseira com abertura basculante + duas janelas traseiras com vidro fixo (lado esquerdo).

Os preços sugeridos são de R$ 87.350 (L1H1), R$ 96.650 (L2H20) e R$ 101.700 (L3H2), o que representa vantagem aos consumidores caso optassem pela instalação das janelas em transformadores independentes.

A exemplo dos demais modelos da gama Master, a versão Vitré é equipada com motor diesel 2.5 dCi16V, que tem cabeçote de alumínio e sistema Common Rail. Equipado com esse propulsor, o Master desenvolve a potência máxima de 115 cv (3.500 rpm) e 29,6 kgfm de torque (1.600 rpm).

A lista de itens de série é composta, entre outros equipamentos, de direção hidráulica, vidros, travas e retrovisores elétricos, banco do motorista com regulagem de altura, alarme sonoro de advertência de luzes acesas, regulagem de altura dos faróis e terceira luz de freio (brake light).

Expansão de mercado

O segmento de comerciais leves está em expansão no País, e o ritmo de crescimento da Renault está acima da média nacional. Em 2010, por exemplo, a Renault comercializou 31.206 unidades, e a previsão para 2011 é de pouco mais de 52 mil veículos, um significativo crescimento de 67%. No segmento de furgões, o Master deve responder esse ano com 18% de participação da sua faixa de mercado.

Uma ampla linha de versões de fábrica e transformadas

Com a chegada do Master Vitré e a recente ampliação da linha de veículos transformados, a linha Renault Master passa a contar com 17 opções de versões, sendo oito de fábrica e nove opções de transformações homologadas.

Fonte: Midiacon




Deixe sua opinião sobre o assunto!