Frendzy, um conceito para a família e para o trabalho




A proposta da Renault para o futuro passa pelo utilitário conceito Frendzy, com propulsor elétrico. Versátil, o automóvel se destaca por poder transportar confortavelmente uma família, ou até mesmo, ser aplicado como um veículo para o transporte de carga.

Diferentemente de uma caminhonete, que em muitos casos é reconhecida por deter o espaço inútil mais caro da indústria automotiva – já que a caçamba nem sempre é utilizada para fins comerciais –, o Frendzy é um veículo de passeio que pode ser adaptado para o trabalho, apenas remanejando os assentos de lugar.

O layout do modelo facilita a integração trabalho/família. Externamente, o lado do passageiro recebe duas portas, sendo uma “clássica” e outras deslizante, com uma tela de 37 polegadas integrada – é o universo do trabalho. Do lado do motorista, o Frendzy possui duas portas envidraçadas – é o universo da família.

“Desenvolver uma carroceria assimétrica era o meio mais lógico de expressar a dupla utilização do veículo. Desde o início, me libertei do design tradicional dos veículos utilitários e, desta forma, pude mostrar que estes veículos podem ser mais emocionais, dinâmicos e atraentes. Eu me inspirei em diversas fontes, como a dos aviões de formatos inusitados, como o Airbus Beluga e o Antonov 224”, explica Deyan Denkov, designer de Exteriores.

Trabalho sofisticado

O Frendzy pode ser usado da seguinte maneira, por exemplo, durante a semana o veículo atende às necessidades profissionais, com uma grande tela do lado de fora divulgando informações ou peças publicitárias, tanto com o veículo parado como em movimento. Durante o fim de semana, pode ser usado pela família, com um banco confortável para o passageiro e o banco traseiro. A sofisticação do modelo chaga também para os momentos de lazer, com filmes e jogos no tablet tátil, que desliza para fora do encosto do motorista. As crianças também podem desenhar em uma “lousa”, integrada na porta deslizante.

A diferenciação dos modos de uso também acontecem no ambiente interno através da iluminação verde para as situações de trabalho e laranja para a aplicação passeio. Os faróis dianteiros e traseiros também piscam em cores diferentes para lembrar o modo de utilização. Essa identificação do modo de uso também aparece no painel. “As pesquisas de materiais foram focadas nos contrastes entre o industrial técnico e a suavidade do aconchego da família. Moderna, esta mistura entre madeira e metal reflete a estratégia de design da Renault: simples, sensual e calorosa”, analisa Antoine Génin, diretor do Design de Interiores e Cores / Materiais.

Trabalho

Do ponto de vista prático, o teto em tecido se adapta ao formato dos objetos volumosos, ímãs permitem fixar a carga no piso e sistemas de organização modular facilitam a vida do profissional. O banco traseiro inteiriço é integrado ao assoalho, enquanto que o banco do passageiro desliza para frente para liberar espaço.

As tecnologias embarcadas facilitam a operação do cliente, como o tablet BlackBerry® PlayBook™, desenvolvido pela empresa Research In Motion (RIM), que materializa o conceito de escritório móvel. O equipamento possui um design ultraportátil (tela tátil de 7 polegadas, peso de 425 g, dimensões de 130 mm x 194 mm x 10 mm), que disponibiliza internet com suporte para Adobe® Flash®, multimídia de alta definição, funções de segurança avançadas e um atendimento imediato às necessidades das empresas.

Os sensores instalados nas soleiras das portas detectam os pacotes munidos de chips com a tecnologia RFID (Identificação por Radiofrequência), que facilita a operação de carga e descarga de mercadorias.

Fonte: Luxus Auto

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!