Iveco renovará todo o portfólio em 2012 entre relançamentos e modelos novos




A montadora de caminhões e ônibus Iveco, do grupo Fiat, prepara a renovação completa da frota de cerca de 50 modelos em seis famílias diferentes para 2012. Os novos modelos serão apresentados na 18ª edição da Fenatran (Salão Internacional do Transporte), maior vitrine do setor. Este ano, o evento acontece de 24 a 28 de outubro, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo.

Além disso, a Iveco apresentará uma sétima família de caminhões – o número exato de modelos não foi divulgado. “A ideia é manter uma linha de produto atualizada, variando desde veículos leves até pesados”, disse a EXAME.com Alcides Cavalcanti, diretor-comercial da Iveco.

Os novos lançamentos fazem parte de um novo ciclo de investimentos que ainda será anunciado. Neste ano a empresa encerra o período de 2007-2011 com investimentos de 570 milhões de reais que foram destinados para a modernização da frota, ampliação da rede de concessionárias e duplicação da fábrica de Sete Lagoas, em Minas Gerais. “Até então, o Brasil não era visto como prioritário para a empresa, mas como a economia saltou, o mercado nacional ganhou importância dentro do grupo”, explica Cavalcanti.

Hoje a Iveco conta com 97 concessionárias – com mais três programadas até o final do ano – e fábrica com capacidade de 70.000 unidades. “Estamos trabalhando para montar um condomínio de fornecedores para ficar no entorno da fábrica para 2012”, diz Cavalcanti. “Há espaço para crescer nesta planta.”

Segundo o executivo, as restrições de circulação de veículos de grande porte em centros urbanos beneficiou o segmento de 2,8 a 7,8 toneladas. “A indústria cresceu 5% e nós crescemos 54%. Os principais usos são distribuição de mercadorias”, diz Cavalcanti. Isso é reflexo também do varejo aquecido e da nova classe média. Quanto maior o consumo, maior a necessidade dos varejistas transportarem mercadorias.

A Iveco tem previsão de encerrar o ano com 20.000 unidades vendidas – 30% a mais em relação a 2010. No primeiro trimestre do ano a empresa cresceu 14% na comparação com o mesmo período de 2009. O aumento de 30 pontos percentuais do IPI sobre veículos importados não impacta a empresa, já que apenas 15% de suas peças são importadas – o que a coloca dentro do índice de nacionalização.

Defesa

Em dezembro passado, a Iveco assinou um contrato com o Exército brasileiro para o fornecimento de veículos anfíbios blindados VBTP-MR. A produção e entrega começam em 2012. Ao longo do contrato de 20 anos deverão ser produzidas cerca de 2.000 unidades.

Fonte: Exame

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!