Motores Euro 5 e Proconve 7 marcam presença nos caminhões que serão expostos na Fenatran




No dia 1º de janeiro de 2012, todos os caminhões terão que sair de fábrica com novos motores que permitem uma redução na emissão de poluentes na atmosfera. As fabricantes Mercedes-Benz, Volvo, MAN Latin America, Iveco e Shacman se anteciparam e mostrarão suas novidades na 18ª Fenatran (Salão Internacional do Transporte), que acontece entre os dias 24 a 28 de outubro, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo/SP.

A norma do Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente), por meio do Proconve 7 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores), limita ao máximo possível o impacto ambiental dos caminhões. “A Fenatran, como maior evento latino-americano de transportes, apresentará produtos e tecnologias modernas e sustentáveis, desenvolvidas para o controle de poluentes. O transporte com sustentabilidade e inovação são os dois grandes pilares do evento este ano”, explica o diretor da feira, Hercules Ricco.

Vamos às novidades que serão apresentadas:

MAN Latin America

A atração será o novo motor com duas versões do modelo MAN D08, com dois turbocompressores e sistema de injeção Common Rail, de 4 cilindros, com 190 e 230 cavalos de potência, e de 6 cilindros, com 280 cavalos. Para atender o Euro 5, o sistema escolhido foi o EGR, que se baseia na recirculação de gases de exaustão, sem a necessidade do aditivo Arla 32.

Volvo

Os modelos 2012 da linha F de pesados serão apresentados também com motores que atendem as normas do Euro 5, que determinam uma redução de 60% nas emissões de óxidos de nitrogênio (NOx) e de 80% nas emissões de partículas comparadas aos modelos produzidos atualmente (Padrão Euro 3).

Iveco

Serão apresentadas duas tecnologias para o tratamento dos gases: o EGR (Exhaust Gas Recirculation – Recirculação dos Gases de Exaustão) + DPF (Diesel Particulate Filter – Filtro de Material Particulado) e o SCR (Selective Catalitic Reduction – Redução Catalítica Seletiva). A tecnologia EGR+DPF será usada nos veículos leves, possui menor quantidade de componentes e não necessita do uso de uréia. Já a tecnologia SCR é voltada para os pesados, e possui como grande vantagem uma potencial redução no consumo de combustível.

Shacman

A empresa chinesa traz caminhões na faixa acima dos 380 cavalos de potência. Serão expostos dois modelos com configurações 4×2 e 6×4. “Somos a primeira montadora a disponibilizar os motores Euro 5/Conama P7 no mercado brasileiro. Nossos caminhões já estão equipados com essa motorização”, diz João Comeli, diretor de produtos da Shacman Brasil. Os veículos contarão com motores Cummins de 385 e 420 cavalos de potência.

Fonte: Brasil Caminhoneiro




Deixe sua opinião sobre o assunto!