Pesquisa orienta conclusão do Plano Nacional de Logística de Transportes




O Ministério dos Transportes inicia, a partir da meia-noite desta sexta-feira (23), a segunda etapa da Pesquisa Nacional de Tráfego. Com o apoio do Exército Brasileiro, 120 postos de contagem foram instalados nas rodovias federais de 24 estados, nas cinco regiões do país. A operação tem duração de uma semana. Segundo o ministério, a coleta de dados sobre as vias é fundamental à conclusão dos estudos da versão 2011 do Plano Nacional de Logística e Transportes (PNLT).

As informações obtidas com o levantamento servirão de base para orientar futuros investimentos públicos e privados nas estradas. A segunda fase acontece nesta época do ano em razão do escoamento da safra de grãos do país, que aumenta o volume de cargas transportadas nas rodovias. A pesquisa é realizada em três etapas: maio, setembro e novembro. São os períodos em que o movimento é mais intenso.

Os dados são importantes porque permitem estimar o tráfego nas principais vias de transporte do país. Em maio, por exemplo, os 22 postos de contagem em funcionamento registraram a passagem de mais de 1,6 milhão de veículos – 53,3% eram carros de passeio; 38,4% veículos de carga, inclusive os caminhões sem carroceria; 5,5% motos e 2,8%, ônibus.

Ao todo, 125 mil condutores foram entrevistados e responderam a perguntas como origem, destino e outras informações socioeconômicas. Para a segunda etapa, mais de cinco mil militares integram a ação e vão repetir o mesmo processo. Eles farão a contagem e classificação de forma ininterrupta – 24 horas por dia, durante toda a semana, em esquema de revezamento.

Com os resultados, o governo deve revisar as estimativas dos fluxos rodoviários de cargas e passageiros das estradas federais, além de conseguir subsídios para elaborar a base metodológica dos modelos de transportes do PNLT. O Plano é o principal instrumento de planejamento e orientação dos investimentos em infraestrutura de transportes do governo federal. A última pesquisa de tráfego produzida pelo Ministério dos Transportes foi realizada em 2005.

Fonte: Confederação Nacional dos Transportes

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!