Wellington Cirino fica impressionado com potencial do Transit Trophy em participação como convidado




Primeiro não europeu a disputar uma prova do Transit Trophy, o paranaense Welllington Cirino retornou ao Brasil com um enorme sorriso nos lábios e lisonjeado por ter disputado no último final de semana a 5ª etapa da competição, no Autódromo de Algarve, em Portugal. Ele conquistou o sétimo lugar tanto na prova do sábado quanto na de domingo.

Segundo Cirino, foi um final de semana fantástico por ter participado na condição de piloto convidado de uma das etapas de um campeonato que é referência em Portugal. “Só tenho a agradecer à Ford Lusitana e a equipe Q&F pelo convite. Pude viver um final de semana em um ambiente fantástico, onde fui recebido de forma muito calorosa. O campeonato, o único de van no mundo, é bem organizado. Os carros são bem preparados e os pilotos são de alto nível”, afirma Cirino.

Quanto às corridas, Cirino diz que o resultado ficou dentro do esperado porque não conhecia os carros. “Em cada etapa, são dois treinos livres de 15 minutos e dois, também de 15 minutos, para a classificação. Na corrida de sábado, estava mais se ambientando ao carro em ritmo de corrida. No domingo, já como o carro mais à mão, pude imprimir um ritmo mais forte. Larguei em sétimo e cheguei a andar em quinto, mas tive problemas com o câmbio. Fiquei sem a terceira marcha e passei a andar somente em quarta e quinta. São cinco pontos do circuito de Algarve que se usa a terceira. O resultado foi bom, principalmente porque estava pilotando um carro feito somente para convidados. Se tiver outra oportunidade, vou poder brigar pelas primeiras colocações”, acentua Cirino.

Cirino também frisa que é muito divertido pilotar a van Transit. “É uma ótima sensação estar ao volante. Trata-se de uma competição fantástica, com características únicas”, conclui Cirino.

Fonte: Jornal do Oeste




Deixe sua opinião sobre o assunto!