Caminhoneiro aposentado compra Volvo equipado com tecnologia Proconve P7




Enquanto as grandes transportadoras estão antecipando suas compras para escapar do certeiro aumento que todos os caminhões terão com a implantação da nova tecnologia de emissão que será obrigatória a partir do primeiro dia do ano que vem, um aposentado de 75 anos, que tem apenas três caminhões Mercedes-Benz em sua frota, fechou negócio para adquirir um caminhão novo, modelo 2012, com nova motorização.

O senhor José Antonio Netto, que está no negócio de cegonhas há mais de 50 anos, foi à Feira do Cegonheiro, na semana passada, em São Bernardo do Campo, SP, conversou, sondou as marcas participantes e resolveu fechar negócio com a concessionária Volvo Auto Sueco, mais conhecida como Vocal.

“Seu Netto queria um caminhão para janeiro, mas nesta configuração não temos mais modelos da Euro 3 para entregar”, conta Luis Antonio Gambim, gerente comercial da revenda Volvo que efetuou a venda. Explicada a nova motorização, com 20 cv a mais de potência, e cerca de 10% a mais no preço, Netto não hesitou, sacou talão de cheque, preencheu valor de 70 mil reais e já deixou como sinal.

Esta é a primeira venda oficialmente divulgada de um modelo Euro 5 no Brasil. O caminhão, um FH 460 cv 6×2, será entregue em janeiro. De acordo com Gambim, muitas transportadoras estão antecipando compras que estavam inicialmente previstas para o ano que vem. “Para um transportador de Piracicaba acabamos de vender um lote de 140 caminhões da marca com motorização Euro 3″.

Segundo Gambim, em seu estoque na revenda de São Paulo há, até o final do ano, apenas 80 caminhões Euro 3. “Para configurações diferentes já esgotamos nosso volume de pedidos de veículos Euro 3, agora ou vendemos o que temos no estoque ou só podemos oferecer a versão Euro 5, cuja entrega está prevista para janeiro”.

A Volvo, assim como as demais fabricantes de extrapesados, utilizará a tecnologia SCR de pós-tratamento de emissões em seus motores. Toda sua linha de novos motores ganhou 20 cv de potência com o novo sistema. Assim como as demais fabricantes, o preço vai subir entre 8% e 15% dependendo do modelo e configuração.

Os veículos produzidos a partir de janeiro de 2012, com a nova tecnologia, só poderão utilizar o diesel S50, com 50 ppm (partes por milhão) de enxofre, e também devem estar abastecidos com o Arla32, aditivo utilizado no pós-tratamento de emissões, para o qual há um tanque específico.

Novos motores Volvo de 13 litros trazem potências mais elevadas em todas as faixas de operação, passando de 400cv, 440cv, 480cv e 520cv, para 420cv, 460cv, 500cv e 540cv, respectivamente.

Fonte: Brasil Caminhoneiro

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!