Wärtsilä estuda abrir unidades em Macaé e Suape




A gigante finlandesa Wärtsilä anunciou seus planos para o Brasil para os próximos anos. A companhia estuda abrir novas unidades no Complexo Portuário de Suape, em Pernambuco, e em Macaé, no Rio de Janeiro, além de planejar uma joint venture com alguma empresa brasileira para fabricar equipamentos no País. Executivos brasileiros da Wärtsilä visitaram recentemente a sede da empresa na Finlândia e discutiram os novos investimentos previstos para o território brasileiro.

A empresa é dividida em três braços no Brasil: um representa a fabricação de plantas de geração de energia (Power Plant), outro destina-se ao fornecimento de motores e geradores para embarcações (Ship Power) e o último presta serviços à indústria naval e energética (Services). “Há projetos de investimentos nas três áreas”, revela Robson Campos, presidente da Wärtsilä Brasil.

A multinacional já havia anunciado, no final de junho, que pretendia investir cerca de R$ 12 milhões em uma nova unidade de reparação de propulsores navais, prevista para o início de 2012. Mas Robson disse que deve demorar um pouco mais, “Está em fase de detalhamento do projeto de engenharia e a obra de construção deve começar em janeiro, com término previsto para setembro de 2012”, conta.

A empresa pretende investir mais na área de Ship Power, que conta hoje com uma base instalada de 3.100 MW, sendo 1.760 MW em plantas termoelétrica e 1.340 MW em unidades marítimas. A previsão de expansão da empresa no País leva em conta dois principais investimentos: a unidade para dar suporte ao mercado offshore, que vem sendo estudada para ser implantada em Macaé, e uma nova unidade para dar suporte a plantas termoelétricas e a instalações marítimas no Complexo Portuário de Suape.

Fonte: Tecnologistica

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!