Chuvas aumentam riscos nas estradas




A temporada de chuvas se inicia neste mês de novembro, o que exige mais atenção dos motoristas ao pegar a estrada. Para evitar os acidentes provenientes do mal tempo, o DER/MG (Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais) orienta aos condutores como proceder nestas situações, além de realizar a manutenção nas vias e disponibilizar telefones para emergência.

“Todos os sinais de alerta devem ser considerados, pois os perigos aumentam muito nesta época. Há dicas importantes que orientam sobre a maneira correta de dirigir e os cuidados a serem tomados com a manutenção do veículo”, explica Rosely Fantoni, coordenadora da Gerência de Educação para o Trânsito do Departamento.

Os trechos danificados pelas chuvas deste ano continuarão a ser recuperados até dezembro. Em 2011, foram notificadas pelo DER/MG, em sua circunscrição, 163 ocorrências no segmento rodoviário.

Porém as ações da autarquia não se restringem a manutenção das estradas, a entidade também promove ações educativas que são reforçadas neste período do ano. Um dos exemplos são os folhetos com dicas de condução na chuva enviados, pela Gerência de Educação para o Trânsito, para as 40 coordenadorias regionais. Outra iniciativa são ações nos locais mais afetados com as águas como orientação aos motoristas e fiscalização das condições do veículo.

Fanotni ressalta a importância dos condutores seguirem todas as instruções passadas no folheto, porém reforça que “há duas observações que são fundamentais: o motorista precisa ter consciência de que deve mudar sua maneira de dirigir quando está chovendo, e o carro tem que estar preparado e em condições de trafegar em pista molhada”. Somado a isso, a coordenadora atenta para o perigo das primeiras chuvas. “São elas que deixam as pistas mais escorregadias e o usuário não percebe o perigo que tem pela frente, caso não diminua a velocidade e aumente a atenção”, afirma.

No panfleto, os motoristas recebem instruções como estar sempre descansado; fazer uso do cinto de segurança; ultrapassar quando houver total segurança e visibilidade; usar farol baixo sob chuva ou neblina; manter distância do carro da frente; reduzir a velocidade e não frear bruscamente; não fumar dentro do automóvel e evitar parar no acostamento. Caso não haja outra alternativa e o condutor tenha que parar no acostamento, a orientação é que o motorista ligue o pisca-pisca, coloque o triângulo e galho de árvores para alertar de sua presença. Para paradas em curvas, uma sinalização indicando que o carro está imóvel deve ser adotada.

O bom estado do carro, como freios em pleno funcionamento e pneus calibrados, também é uma prerrogativa de maior segurança nas vias.

Fonte: iCaminhões




Deixe sua opinião sobre o assunto!