Iveco participa do Dakar 2012 com cinco veículos




Quatro Iveco Trakker 4×4 e um Iveco Powerstar, todos com 840cv, defenderão a marca Iveco na mais desafiadora prova de rally do mundo.

A Iveco participará da versão 2012 da mais famosa prova de rally automotivo do mundo, o Dakar, com uma equipe especialmente montada para o desafio que desde 2009 acontece na América do Sul. A Iveco, em conjunto com o preparador holandês De Rooy e a companhia petrolífera Petronas, formaram o time Petronas-DeRooy-Iveco que, com cinco veículos Iveco de competição e outros cinco caminhões de apoio, estarão presentes na largada oficial do evento, dia 1° de janeiro, em Mar del Plata, na Argentina.

De lá, os veículos que disputam o Dakar passam pela cidade de Santa Rosa, praticamente no centro geográfico da Argentina, e de lá começam a subir os Andes. Vencida a Cordilheira, a caravana chega à cidade chilena de Copiapó, 880 km ao norte de Santiago, e dali atravessam o desafiador deserto do Atacama em direção a Lima, no Peru, onde a corrida está prevista para terminar dia 15 de janeiro, quando então os concorrentes terão percorrido mais de 9.000 km.

A equipe Petronas-DeRooy-Iveco preparou-se de forma especial para a prova deste ano. A começar pelos veículos escolhidos. São quatro Iveco Trakker 4×4, com motores Iveco-FPT Cursor, de 13 litros, calibrados para 840cv de potência e 3.600 Nm de torque a 2.200 rpm. Todo reforçado e com altura elevada do solo, o caminhão pesa 8.700 kg vazio e 9.500 kg carregado para as etapas do rally. O quinto veículo é um Iveco Powerstar, estilo “narigudo” uma versão especial, chamada, um Iveco, feito na Austrália. Ele usa a mesma base mecânica dos Trakker. Outros quatro Iveco Trakker e um Daily 4×4 fazem parte da equipe de apoio, com peças de reposição, material de oficina etc.

A equipe da Iveco terá entre seus pilotos o italiano Massimo “Miki” Biasion, um dos mais renomados do mundo no universo do rally. Nascido há 53 anos na cidade de Paderno del Grappa, no norte da Itália, Miki Biasion já conquistou muitas vitórias nas provas de rally. Foi campeão mundial pelo time oficial da Lancia, por exemplo, na metade dos anos 80. Em 1998 e 1999 foi campeão mundial na categoria caminhões pilotando para a Iveco. Outros pilotos são Hans Stacey, vencedor do Dakar 2007, Gerard de Rooy, Pep Vila Roca e Jo Ardua. Outros quatro caminhões Iveco Trakker darão apoio e assistência aos veículos durante a competição.

A equipe Petronas-DeRooy-Iveco fez sua estreia no Rally de Marrocos, em outubro de 2011. Embora fosse praticamente um exercício preparatório, os pilotos Miki Biasion e Gerard De Rooy conquistaram o primeiro e segundo lugares na categoria “caminhões especiais”, e quinto e sexto na categoria geral. “Um começo muito encorajador para o desafio que é o rali Dakar, que todos os anos atrai a atenção de milhões de fãs desta categoria, além da imprensa mundial”, enfatizou De Rooy.

O Dakar é parte de uma estratégia de comunicação da Iveco de vincular seu nome aos principais no mundo do esporte internacional. Ações esportivas tem total consonância com a identidade internacional da marca e revelam sua busca constante por iniciativas que transmitam a vitalidade e energia da empresa. Esta iniciativa em especial, juntamente com outros patrocínios mantidos na área esportiva, como a aliança com a equipe All Blacks, recém-coroado Campeão do Mundo de Rugby, campeonato de MotoGP de motociclismo e fornecedor oficial da Ferrari Racing Team, confirmam sua determinação.

Fonte: Portal Fator Brasil




Deixe sua opinião sobre o assunto!