Paraná proíbe bitrenzão de 9 eixos

Há cerca de um mês, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná deixou de conceder Autorização Especial de Trânsito (AET) para bitrenzões 9 eixos (com 19,8 metros de comprimento) transformados depois de fevereiro de 2006. Essa configuração, cujo Peso Bruto Total Combinado (PBTC) é de 74 toneladas, já era proibida no Estado de São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Segundo o coordenador de Engenharia de Trânsito e Segurança Rodoviária do DER paranaense, Nilton Merlin de Camargo, o órgão chegou à conclusão de que o veículo é danoso para o pavimento e para as obras de arte. “Só estamos concedendo licença para quem comprovar que (o bitrenzão) foi fabricado até essa data”, afirma.

É que a resolução 211/2006 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) proibiu os bitrenzões curtos. A partir de então eles só podem ser fabricados com, no mínimo, 25 metros. Mas, conforme mostrado anteriormente, há muita gente transformando antigos bitrens 7 eixos, que têm PBTC de 57 toneladas, em bitrenzões.

Esse fenômeno se intensificou depois que o Contran passou a exigir cavalos 6×4 para tracionar os 7 eixos. Devido ao aumento do custo do cavalo traçado, muitos transportadores aproveitam para transformar os velhos implementos em bitrenzões, com um ganho de 30% na carga. Clique aqui e leia reportagem especial sobre o assunto.

Questionado a respeito dos custos que os transportadores tiveram para reformar os implementos que agora não poderão rodar, Camargo respondeu que eles deveriam ter consultado o DER antes de incluir os dois eixos nos veículos. Segundo o coordenador, o bitrenzão ajuda a reduzir a vida útil do pavimento.

Além disso, de acordo com ele, há também a preocupação com a segurança. “Ninguém me provou que ele (bitrenzão) é seguro. Quando eu coloco 200 quilos a mais na minha caminhonete já sinto uma diferença grande na hora de frear, imagine o caminhão com 17 toneladas a mais”, ressalta.

O coordenador afirmou esperar que o Contran tome alguma providência para impedir as transformações desses implementos. No ano passado, a assessoria do órgão havia informado que uma comissão estava estudando o assunto. A reportagem entrou em contato com a assessoria novamente nesta sexta-feira (27). A informação é de que não há nenhuma novidade por enquanto.

Só com liminar

No Rio Grande do Sul, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) proibiu os bitrenzões em 2004, antes mesmo da resolução do Contran. De acordo com a superintendente de Transporte de Carga do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Iara Montano Rei, só estão circulando no Estado as configurações de 19,8 metros cujos proprietários foram à Justiça e obtiveram autorização por meio de liminares.

Fonte: Revista Carga Pesada

Gostou do conteúdo do Blog?
Colabore! Clique em no botão doar, na barra lateral.
Assim você ajuda o Blog do Caminhoneiro a continuar crescendo.
Obrigado!
Bookmark the permalink.

10 Comments

  1. Nem deveria ter concedido essa autorização desde do começo, pois uma coisa é um bitrem com mais de 20m e 7 eixos com capacidade 57 ton ou mais se for com semirreboques vanderleia que chegaria a 63 ton e outra é um veículo com menos de 20m, 9 eixos e 74 ton. É muito massa distribuida num espaço pequeno com impacto negativo maior que os rodotrens de 25m.
    Até essas alterações nem deveriam se chamar bitrenzôes, pois o nome sugere um veículo maior aos bitrens normais variam de 20m aos 25m mesmo com 7 eixos, mas não é o que acontece, pois temos um produto pouco maior que um semirreboque adaptado para levar mais carga sendo algo semelhante a temos um semirreboque vanderleia com 4 ou 5 eixos que teria capacidade com um cavalo 6×4 de 63 ton a 73 ton, ou seja, tal qual um bitrem adaptado para 9 eixos ou bitrezão que tem mais de 7 eixos e tamanho superior a 25m.

  2. jhonyrichard

    aee o/
    até qe enfim
    vai melhora muito pro motorista autonomo ae
    qe esses 9 eixo ja atrapalhavam pra carrega e descarrega em :T
    principalmente pra qem puxa LS ae
    fora qe esses bitrenzão
    num é qerer falar, mais maioria do povo chama de “tuia” porque aonde chega leva tudo.
    cada um desses bixo ae roba o frete de duas LS,ai acaba com o motora autonomo né..
    fora que a 277 ali era horrivel trafegar de dia justamente porque tinha esses trem quase parado na pista, e pra podar são poucos trexos, complicava mais a viajem e o trafego..
    excelente essa proibição :D
    só falta proibir as transformações , ae acaba de ves com isso tudo !

  3. AFF POR QUE PROIBIRAM UMAS NAVES DESSA PARA DE CIRCULAR !!:(
    AGORA SO DE RAIVA TTAMBEM VOU MANDAR PROIBI OS CARROS DE ANDA NAS ESTRADAS :l

  4. Proibiram? Não é o que se vê nas estradas… é só ir pra uma beira de rodovia que você vê que essa merda de proibição só ficou no papel.

  5. Proibiram nada, ou tem esquema, porque tão rodando normalmente, no Brasil nada funciona. Um engenheiro do DER disse que tem mais de 100 pontes e viadutos condenado no Pr, quando cair um e morrer um deputado eles tomam providencia.

  6. O problema não está nos bitrenzãos nem nos bitrens, mas sim nos asfaltos, nas bases e sub-bases, como também as pontes velhas com mais de 50 anos sendo impossível não estourar o asfalto e as pontes!!!!!

  7. ESSES FILHOS DA PUTA TEM É QUE FAZER UM ASFALTO QUE PRESTA ISSO SIM ,TUDO O GOVERNO ARRUMA DESCULPA E SÓ CAI PARA QUEM TRABALHA.

    • O PROBLEMA ESTA NA INFRA-ESTRUTURA DA OBRA, NA QUALIDADE DO ASFALTO E NA QUALIDADE DA MÁO DE OBRA. – SE FOSSE O PESO DOS CAMINHÕES EM TODA BR TERIA PROBLEMA. – O PROBLEMA É APENAS EM ALGUNS PEDAÇOS DA BR, ENTÃO FOI TRABALHO DE COMPAQUITAÇÃO RUIM DO SOLO – A PISTA ACUMULA ÁGUA QUANDO DEVERIA, COM INCLINAÇÃO CORRETA JOGAR A ÁGUA PARA O ACOSTAMENTO. – NAS CURVAS A INCLINAÇÃO DEVE SER CONTRÁRIA A FORÇA GERADA PELO VEÍCULO. PODEMOS VER A MAIORIA DOS BURACOS NO LADO DIREITO DA PISTA – ALFASTO DE PÉSSIMA QUALIDADE QUE ACABAM RAPIRAMENTE, QUANDO CHOVE APARECE VÁRIOS BURACOS.

  8. esses nove eixos são melhores do essas porcaria de bitrem e carreta o nove eixo tem 25m e 30m meu pai trabalha com um 25m

  9. Agora aparece um Eng para dizer que tem ponte danificada por causa de bitrenzao ?? Ta ok, pode ser. E a qualidade da obra ?? Todo mundo sabe o que acontece nessas obras. É cada coisa q tenho que ler, parece até piada.

Deixe sua opinião sobre o assunto!