Paraná proíbe bitrenzão de 9 eixos

730x100

Há cerca de um mês, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Paraná deixou de conceder Autorização Especial de Trânsito (AET) para bitrenzões 9 eixos (com 19,8 metros de comprimento) transformados depois de fevereiro de 2006. Essa configuração, cujo Peso Bruto Total Combinado (PBTC) é de 74 toneladas, já era proibida no Estado de São Paulo e no Rio Grande do Sul.

Segundo o coordenador de Engenharia de Trânsito e Segurança Rodoviária do DER paranaense, Nilton Merlin de Camargo, o órgão chegou à conclusão de que o veículo é danoso para o pavimento e para as obras de arte. “Só estamos concedendo licença para quem comprovar que (o bitrenzão) foi fabricado até essa data”, afirma.

É que a resolução 211/2006 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) proibiu os bitrenzões curtos. A partir de então eles só podem ser fabricados com, no mínimo, 25 metros. Mas, conforme mostrado anteriormente, há muita gente transformando antigos bitrens 7 eixos, que têm PBTC de 57 toneladas, em bitrenzões.

Esse fenômeno se intensificou depois que o Contran passou a exigir cavalos 6×4 para tracionar os 7 eixos. Devido ao aumento do custo do cavalo traçado, muitos transportadores aproveitam para transformar os velhos implementos em bitrenzões, com um ganho de 30% na carga. Clique aqui e leia reportagem especial sobre o assunto.

Questionado a respeito dos custos que os transportadores tiveram para reformar os implementos que agora não poderão rodar, Camargo respondeu que eles deveriam ter consultado o DER antes de incluir os dois eixos nos veículos. Segundo o coordenador, o bitrenzão ajuda a reduzir a vida útil do pavimento.

Além disso, de acordo com ele, há também a preocupação com a segurança. “Ninguém me provou que ele (bitrenzão) é seguro. Quando eu coloco 200 quilos a mais na minha caminhonete já sinto uma diferença grande na hora de frear, imagine o caminhão com 17 toneladas a mais”, ressalta.

O coordenador afirmou esperar que o Contran tome alguma providência para impedir as transformações desses implementos. No ano passado, a assessoria do órgão havia informado que uma comissão estava estudando o assunto. A reportagem entrou em contato com a assessoria novamente nesta sexta-feira (27). A informação é de que não há nenhuma novidade por enquanto.

Só com liminar

No Rio Grande do Sul, o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) proibiu os bitrenzões em 2004, antes mesmo da resolução do Contran. De acordo com a superintendente de Transporte de Carga do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), Iara Montano Rei, só estão circulando no Estado as configurações de 19,8 metros cujos proprietários foram à Justiça e obtiveram autorização por meio de liminares.

Fonte: Revista Carga Pesada

336x280
Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários

  1. Raimundo disse:

    Nem deveria ter concedido essa autorização desde do começo, pois uma coisa é um bitrem com mais de 20m e 7 eixos com capacidade 57 ton ou mais se for com semirreboques vanderleia que chegaria a 63 ton e outra é um veículo com menos de 20m, 9 eixos e 74 ton. É muito massa distribuida num espaço pequeno com impacto negativo maior que os rodotrens de 25m.
    Até essas alterações nem deveriam se chamar bitrenzôes, pois o nome sugere um veículo maior aos bitrens normais variam de 20m aos 25m mesmo com 7 eixos, mas não é o que acontece, pois temos um produto pouco maior que um semirreboque adaptado para levar mais carga sendo algo semelhante a temos um semirreboque vanderleia com 4 ou 5 eixos que teria capacidade com um cavalo 6×4 de 63 ton a 73 ton, ou seja, tal qual um bitrem adaptado para 9 eixos ou bitrezão que tem mais de 7 eixos e tamanho superior a 25m.

  2. jhonyrichard disse:

    aee o/
    até qe enfim
    vai melhora muito pro motorista autonomo ae
    qe esses 9 eixo ja atrapalhavam pra carrega e descarrega em :T
    principalmente pra qem puxa LS ae
    fora qe esses bitrenzão
    num é qerer falar, mais maioria do povo chama de “tuia” porque aonde chega leva tudo.
    cada um desses bixo ae roba o frete de duas LS,ai acaba com o motora autonomo né..
    fora que a 277 ali era horrivel trafegar de dia justamente porque tinha esses trem quase parado na pista, e pra podar são poucos trexos, complicava mais a viajem e o trafego..
    excelente essa proibição :D
    só falta proibir as transformações , ae acaba de ves com isso tudo !

  3. AFF POR QUE PROIBIRAM UMAS NAVES DESSA PARA DE CIRCULAR !!:(
    AGORA SO DE RAIVA TTAMBEM VOU MANDAR PROIBI OS CARROS DE ANDA NAS ESTRADAS :l

  4. Toroxa disse:

    Proibiram? Não é o que se vê nas estradas… é só ir pra uma beira de rodovia que você vê que essa merda de proibição só ficou no papel.

  5. Manoel disse:

    Proibiram nada, ou tem esquema, porque tão rodando normalmente, no Brasil nada funciona. Um engenheiro do DER disse que tem mais de 100 pontes e viadutos condenado no Pr, quando cair um e morrer um deputado eles tomam providencia.

  6. cecilio disse:

    O problema não está nos bitrenzãos nem nos bitrens, mas sim nos asfaltos, nas bases e sub-bases, como também as pontes velhas com mais de 50 anos sendo impossível não estourar o asfalto e as pontes!!!!!

  7. fabio disse:

    ESSES FILHOS DA PUTA TEM É QUE FAZER UM ASFALTO QUE PRESTA ISSO SIM ,TUDO O GOVERNO ARRUMA DESCULPA E SÓ CAI PARA QUEM TRABALHA.

    1. O PROBLEMA ESTA NA INFRA-ESTRUTURA DA OBRA, NA QUALIDADE DO ASFALTO E NA QUALIDADE DA MÁO DE OBRA. – SE FOSSE O PESO DOS CAMINHÕES EM TODA BR TERIA PROBLEMA. – O PROBLEMA É APENAS EM ALGUNS PEDAÇOS DA BR, ENTÃO FOI TRABALHO DE COMPAQUITAÇÃO RUIM DO SOLO – A PISTA ACUMULA ÁGUA QUANDO DEVERIA, COM INCLINAÇÃO CORRETA JOGAR A ÁGUA PARA O ACOSTAMENTO. – NAS CURVAS A INCLINAÇÃO DEVE SER CONTRÁRIA A FORÇA GERADA PELO VEÍCULO. PODEMOS VER A MAIORIA DOS BURACOS NO LADO DIREITO DA PISTA – ALFASTO DE PÉSSIMA QUALIDADE QUE ACABAM RAPIRAMENTE, QUANDO CHOVE APARECE VÁRIOS BURACOS.

  8. tiaago lazaro disse:

    esses nove eixos são melhores do essas porcaria de bitrem e carreta o nove eixo tem 25m e 30m meu pai trabalha com um 25m

  9. Johnny disse:

    Agora aparece um Eng para dizer que tem ponte danificada por causa de bitrenzao ?? Ta ok, pode ser. E a qualidade da obra ?? Todo mundo sabe o que acontece nessas obras. É cada coisa q tenho que ler, parece até piada.

  • Promoção