Novo Ford EcoSport chegará às ruas em junho




Nesta segunda-feira (23), a Ford revelou a versão de produção em série do novo EcoSport, que chega às lojas brasileiras em junho. Após quase uma década em linha (desde 2003), o crossover compacto que revolucionou o mercado de utilitários esportivos no Brasil chega à segunda geração, repleto de evoluções que, desta vez, ganharão o mundo. Assim como na apresentação do protótipo em janeiro, feita ao mesmo tempo aqui e no Salão de Nova Déli (Índia), a versão final do novo Eco foi revelada simultaneamente na Bahia e no Salão de Pequim (China) – que abe à imprensa especializada nesta segunda.

Essa conexão Brasil-China é mais uma ação da Ford para reforçar a ideia de carro global, que permeou o desenvolvimento dessa segunda geração do EcoSport – capitaneada por brasileiros. A montadora norte-americana também vai produzir o crossover na China, em Chongqing, e pretende comercializar o modelo em mais de 100 mercados pelo planeta. E para essa nova geração ficar “bonita na foto”, a Ford mostrou desta vez apenas versão Titanium, que será a top de linha do modelo (em nível mundial) e traz as tecnologias inéditas.

Em relação ao modelo lançado em 2003, essa segunda geração do EcoSport deu um verdadeiro salto evolutivo. A plataforma é novinha e servirá de base a vários outros modelos compactos mundo afora. Para o utilitário esportivo compacto, a Ford diz que a rigidez torcional está 20% menor, e que o coeficiente aerodinâmico (Cx) é 11% mais eficiente. Essas melhorias, na prática, traduzem-se em maiores estabilidade dinâmica e economia de combustível – já que a resistência ao ar será baixou bem.

Sobre a mecânica, no primeiro momento, o novo Eco chegará apenas com câmbio manual para gerenciar os blocos 1.6 16V Sigma de 115 cv e o motor 2.0 16V Duratec de 148 cv – este sob o capô da versão Titanium exibida mundialmente. Depois, em setembro, chegam as versões com câmbio automático e tração integral (AWD). Essas duas podem chegar a R$ 80 mil, colocando o Ecosport entre a turma de utilitários médios, que reúne Chevrolet Captiva, Honda CR-V, Hyundai ix35 e Kia Sportage.

A Ford também confirmou as inovações tecnológicas da segunda geração do Eco. Em relação aos carros da categoria (e mesmo aos de nicho superior), o modelo promete surpreender, com oferta de: direção elétrica (bem mais econômica e confortável que a hidráulica), entrada e partida no botão sem chave (Keyless), ar-condicionado digital, sensores de acendimento automático dos faróis e limpadores dos vidros, e o sistema multimídia SYNC, com bluetooth, entradas auxiliar e USB, comando de voz e uma tela de 3,5 polegadas integrada ao painel – com iluminação azulada.

Em relação aos equipamentos e recursos de segurança, o novo EcoSport também virá bem competitivo, com airbags frontais desde a versão 1.6, podendo ter bolsas infláveis laterais. Os freios ABS com distribuidor eletrônico EBD estão confirmados, junto com controle eletrônico de estabilidade, sensore de obstáculos traseiros e até um assistente de auxílio nas saídas em rampas. Segundo a Ford, o novo EcoSport é membro de uma família de modelos compactos que terá capacidade de produção mundial de dois milhões de unidades/ano até 2015. E o utilitário compacto, com seu design arrojado, parece bem preparado para a luta.

Fonte: Autonews




Deixe sua opinião sobre o assunto!