Tradição dos caminhoneiros é esquecida com o tempo




Os pára-choques de caminhão quase não mostram mais as famosas frases que tanto chamavam a atenção de motoristas e pessoas em geral nas rodovias brasileiras ou até fora delas. Há mais de uma década começou o processo de extinção das frases escritas nos pára-choques traseiros. Em 1996, uma resolução do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) determinou dimensões e pintura padrão do equipamento, nos anos 2000 vieram os adesivos reflexivos visando maior segurança no trânsito.

As frases de pára-choque era uma maneira dos caminhoneiros retratarem a sua filosofia de boléia em versos simples, na maioria das vezes bem-humorados, outrora carregados de frases de amor e religiosidade, sempre representantes da cultura das rodovias.

Alguns ainda insistem em decorar o apara-barro, outros escrevem até na carroceria, os mais ousados enfeitam o caminhão todo, mas está cada vez mais difícil encontrar um caminhão decorado pois as frases já estão ficando ultrapassadas, saindo de moda. Muitos dos motoristas que rodam pelo Brasil, não são donos dos caminhões que pilotam então a instalação do apara-barro e a permissão para escrever no acessório parte do proprietário.

Vale lembrar que devido a grande repercussão das frases, hoje existem vários sites e blogs destinados à apaixonados pelos caminhões, e que tem uma vasta coleção de frases utilizadas em todo o território nacional.

Com base em dados do Denatran em novembro de 2010 a frota de caminhões no Brasil era de aproximadamente 2,2 milhões, que é equivalente a 3,32% da frota total de veículos que circulam pelo país, com o Paraná possuindo a 3° maior frota de caminhões, perdendo apenas para São Paulo e Minas Gerais.

Fonte: Jornal Integração




Deixe sua opinião sobre o assunto!