Volvo apresenta sua nova linha de chassis rodoviários e urbanos




“Temos o maior e mais completo portfólio de produtos, e nossos veículos, que já eram uma referência no mercado pela segurança e alto grau de tecnologia embarcada, estão ainda mais seguros e eficientes”, afirma Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

A linha de ônibus da marca é composta por 14 modelos, sendo oito urbanos e seis rodoviários. Os novos modelos receberam tecnologia SCR para atender às normas do Proconve P7/Euro5 e uma série de avanços tecnológicos que deixam os veículos ainda mais econômicos e seguros.

No segmento rodoviário, a Volvo lança um novo chassi, mais leve e com um novo sistema de suspensão, e o ônibus mais potente do mercado, com motor de 450cv de potência, o B450R. Os novos chassis estão disponíveis nas versões 4X2, nos modelos B340R e B380R; na versão 6X2 com os modelos B380R, B420R e B450R; e na versão 8X2 com os modelos B420R e B450R.

A nova linha de chassis rodoviários vem equipada com avançadas soluções que reduzem os custos operacionais do transporte e aumentam sua capacidade de carga. “Os novos chasiss são mais leves, permitindo maior volume de carga, além de apresentarem uma economia de até 12% no consumo de combustível em relação aos modelos anteriores”, destaca José Luis Gonçalves, gerente da linha de ônibus rodoviários da Volvo Bus Latin America.

Os novos ônibus rodoviários ganharam um novo sistema de suspensão, que oferece mais estabilidade e conforto. Além disso, são equipados, de série, com a moderna caixa de câmbio eletrônica da Volvo, a I-Shift, e com o sistema de freios inteligentes ABS/EBS que, numa freada de emergência, manda mais pressão para as rodas, aumentando seu desempenho. Outra novidade é que os veículos podem vir equipados com o Alcolock, um bafômetro instalado no painel que impede o veículo de rodar caso o motorista apresente sinal de embriaguez.

Nova linha de chassis urbanos

“Mais uma vez oferecemos ao mercado soluções que aumentam a eficiência no transporte, com menos emissões de poluentes, maior conforto para os passageiros e maior produtividade para o transportador”, afirma o presidente da Volvo Bus Latin America, Luis Carlos Pimenta.

A caixa de transmissão Ecolife reduz o consumo de combustível em até 6% e, consequentemente, as emissões de gases poluentes. Este equipamento também diminui os custos operacionais do transporte, já que há menor desgaste de componentes internos, prolongando os períodos de troca de óleo e manutenção.

Os chassis Euro 5 também são equipados com um controle de aceleração inteligente, exclusivo da Volvo, que permite reduzir ainda mais o consumo de combustível. Sua função é garantir que só a potência necessária seja empregada nos arranques e retomadas de velocidade, de acordo com o peso do veículo. “Este item otimiza a eficiência do veículo, pois evita uma aceleração acima do necessário, reduzindo dessa forma o consumo de combustível”, explica Euclides Castro, gerente de ônibus urbanos da Volvo Bus Latin America.

Linha completa

Os ônibus Volvo são reconhecidos no mercado pelo seu alto grau de tecnologia embarcada, segurança e eficiência de transporte. “Temos uma completa linha de chassis urbanos que atendem às mais variadas necessidades do transportador”, diz Castro.

Ele lembra que a linha de chassis urbanos da Volvo é composta por chassis com motor dianteiro e traseiro; articulados e biarticulados, e ainda com opções de piso alto e baixo. “Somos líderes no mercado de BRT (Bus Rapid Transit), os chamados sistemas organizados de transporte coletivo urbano, em toda a América Latina”, destaca o gerente.

Outro diferencial é que os veículos da marca podem vir equipados com o sistema de gestão de frotas ITS4mobility, plataforma ITS da Volvo. O sistema fornece aos operadores acesso a todos os dados dos ônibus, como tempo de percurso, consumo de combustível por veículo e por motorista e até informações sobre a emissão de poluentes. “São informações que permitem identificar falhas e otimizar o tempo e o consumo de combustível. Com isso, é possível treinar os motoristas para que dirijam da maneira ideal, o que oferece agilidade e segurança para os passageiros e economia para a operadora”, explica Euclides Castro.

Rodoviários

A nova linha atende às regras de emissões Proconve P7/Euro5 e chega ao mercado com o chassi ainda mais leve, um novo sistema de suspensão, com potências que variam de 340cv a 450cv, e podem ser equipados com o Alcolock, que funciona como um bafômetro.

“Estamos lançando o ônibus mais potente do mercado, com o que há de mais avançado e sofisticado em termos de tecnologia”, declara Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus Latin America.

O executivo destaca que os novos chassis oferecem economia de combustível, excelente desempenho e maior quantidade de peças em comum entre os veículos.
“Este nosso chassis oferece mais flexibilidade de produção e venda e ganho de escala, características que contribuem para a redução do custo do transporte”, afirma Pimenta. Testes com os novos modelos apontaram uma redução de até 12% no consumo de diesel em relação aos modelos anteriores, com tecnologia Euro3.

Os novos modelos foram desenvolvidos no Brasil, dentro de uma plataforma global do Grupo Volvo que segue um conceito de chassis mais leves. As alterações deixaram os veículos 6×2 e 8×2 cem quilos mais leves que os modelos das linhas anteriores, mesmo com a incorporação da tecnologia para atender às normas do ProconveP7/Euro5, o que oferece maior capacidade de transporte.

A plataforma em que os novos chassis são produzidos é versátil e permite quatro tipos de configurações combinadas, com potências que vão de 340cv a 450cv. Os novos veículos estão disponíveis na versão 4X2 com os modelos B340R e B380R; na versão 6X2 com os modelos B380R, B420R e B450R; e na versão 8X2 com os modelos B420R e B450R. Outra característica da nova plataforma é a possibilidade de produção de veículos tanto com tecnologia Euro3 quanto com tecnologia Euro5.

“Ampliamos a nossa linha de rodoviários para atender às diferentes necessidades do transporte. Sempre buscamos soluções que ofereçam ainda mais eficiência de operação e reduzam os custos para o transportador, sempre mantendo os níveis de segurança, qualidade, conforto e desempenho da marca”, ressalta José Luis Gonçalves, gerente de ônibus rodoviários da Volvo Bus Latin America.

O motor MD11 que equipa os novos chassis rodoviários da Volvo é produzido no Brasil e já é consagrado no mercado nacional de caminhões. “O motor usado nos ônibus tem a mesma estrutura do propulsor usado nos caminhões, porém, com adaptações exclusivas para a aplicação neste mercado”, explica Fábio Lorençon, engenheiro de vendas da Volvo Bus Latin America.

O chassi também ganhou um novo sistema de suspensão, que garante mais conforto e estabilidade ao veículo. “Este sistema amplia o espaço do bagageiro das versões 6×2 e 8×2 em 1 metro cúbico, permitindo maior volume de bagageiro”, informa Idam Stival, da engenharia da Volvo Bus Latin America. Outro benefício da unificação das plataformas para o transportador é a redução dos custos de manutenção, a possibilidade de compra de um maior número de peças iguais e o intercâmbio de componentes.

Itens de série

Todos os veículos são equipados, de série, com a caixa de câmbio eletrônica da Volvo, a I-Shift, consagrada no mercado brasileiro pela eficiência e redução do consumo de combustível. “O equipamento garante mais conforto para o motorista, que não precisa fazer nenhum esforço para trocar as marchas, e também para o passageiro, que não sente as passagens de marcha. Além disso, oferece maior produtividade para o transportador, pela redução do consumo de combustível e menor desgaste dos componentes”, explica Lorençon.

Outro item de série é o sistema de freios inteligentes ABS/EBS que, numa freada de emergência, manda mais pressão para as rodas, aumentando seu desempenho. Este sistema conta ainda com controle de tração que evita a patinação dos eixos de tração, aumentando a estabilidade do veículo.

Os novos chassis Euro 5 podem ser equipados com ítens que aumentam o conforto e a segurança de motoristas e passageiros, como o 3º eixo direcional, o Alcolock (bafômetro) e o ESP (Electronic Stability Program, ou Controle Eletrônico de Estabilidade).

A grande novidade é o Alcolock, um sensor de teor alcoólico instalado no painel que funciona como bafômetro. Este sistema impede a condução do veículo caso o motorista esteja sob a influência de álcool. Para dar a partida, o motorista deve primeiro ativar o Alcolock e, em seguida, soprar no bocal. Se o hálito estiver com traços de álcool, a unidade central cortará a alimentação de corrente no sistema elétrico, impedindo assim que o motor seja ligado.

O ESP é um moderno sistema de segurança ativa que evita o risco de derrapagem e capotagem em curvas. O equipamento é de série nos modelos 8×2 e oferecido como ítem opcional nas outras versões.

Outro diferencial é o 3º eixo direcional disponível na versão 6×2. Ele facilita as manobras do veículo, especialmente em áreas urbanas e diminui o desgaste dos pneus. “Isso é possível porque o pneu do terceiro eixo acompanha o ângulo do eixo dianteiro, facilitando a manobra e reduzindo o desgaste do pneu”, esclarece Stival.

Volvo lança o B450R, o ônibus rodoviário mais potente do mercado

A Volvo Bus Latin America lançou o ônibus rodoviário mais potente do mercado: o B450R, com motor de 450cv. O novo modelo tem como principais destaques uma alta eficiência aliada a um baixo consumo de combustível. “É um veículo completo. O mais sofisticado e potente do mercado, produzido com o que há de mais avançado em termos de tecnologia”, ressalta Luis Carlos Pimeta, presidente da Volvo Bus Latin América.

O novo veículo atende às exigências mais pesadas com um excenlente redimento nas mais intensas condições de tráfego e clima. É adequado para aplicações severas, viagens longas ou por estradas que cortam serras, é ideal para serer usado em carrocerias double deck e leito. “Com este modelo, ampliamos a nossa oferta de soluções de transporte rodoviário para atender às diferentes necessidades do mercado em toda a América Latina”, declara Pimenta.

Com maior potência e torque, o B450R oferece melhor dirigibilidade e excelente desempenho. “É um modelo robusto, que mantém a velocidade média em terrenos acidentados, especialmente em subidas, e oferece uma opção nova para aplicações mais específicas no segmento rodoviário”, afirma José Luis Gonçalves, gerente da linha de ônibus rodoviários da Volvo Bus Latin America.

O B450R foi desenvolvido no Brasil, dentro de uma plataforma global do Grupo Volvo que segue um conceito de chassis mais leves. O novo modelo está disponível nas versões 6×2 e 8×2. O veículo integra a linha de rodoviários da marca, junto com os modelos B290R, B340R, B380R, B420R; e o modelo de motor frontal B270F.

Antes de chegar ao mercado, o B450R passou por rigorosos testes em condições extremas de temperatura e topografia para comprovar sua durabilidade, rendimento e eficiência.

O novo veículo vem equipado de série com a moderna caixa de câmbio I-Shift da Volvo, consagrada pela eficiência no consumo e menor desgastes das peças; e com o sistema de freios inteligentes ABS/EBS, que aumenta o desempenho em freadas de emergência, evitando a patinação dos eixos de tração e oferecendo mais estabilidade ao veículo. Na versão 8×2, o veículo também tem como item de série o moderno sistema de segurança ativa ESP (Electronic Stability Program, Controle Eletrônico de Estabilidade), que reduz o risco de derrapagens e capotagem em curvas.

O modelo oferece ainda, como itens opcionais, o 3º eixo direcional na versão 6×2, que facilita a manobra do veículo em áreas urbanas e diminui desgaste dos pneus; e o Alcolock, um bafômetro que impede a condução do veículo caso o motorista esteja sob influência de álcool. “A Volvo é a única do mercado a oferecer este diferencial de segurança”, destaca Gonçalves.

Fonte: Volvo




Um comentário em “Volvo apresenta sua nova linha de chassis rodoviários e urbanos

  • 13/04/2012 em 14:58
    Permalink

    A Volvo está de parabéns tb nos ônibus, agora produz o mais potente chassis rodoviário do mercado nacional, eu estava esperando que viesse o B13R, que está sendo comercializado na Europa, que é um chassis ainda mais robusto por ter o mesmíssimo motor do Volvo FH. Mas está de ótimo tamanho tb o motor de 11 litros e 450 cavalos. Achei impressionante os caras da Volvo arrancarem 450 cavalos num motor desta cilindrada, já conhecia este motor que está disponível lá fora no Volvo FM, FMX e VHD.

    Só de pensar que há 18 anos atrás, o motor mais potente do nosso mercado era o V8 do Scania 143, com os msms 450 cv!!

    Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!