Fenatran tem expansão de 15% e espera 376 expositores

Fenatran_2009_-_VW_e_MAN_003




O 19º Salão Internacional do Transporte (Fenatran), de 28 de outubro a 1º de novembro, aposta no mercado aquecido de caminhões e implementos, e terá um recorde de 376 expositores em uma área de 130 mil metros quadrados, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo. “Vamos crescer 15% e atingir um público recorde de 60 mil visitantes, com 30 mil já credenciados”, disse Paulo Octavio Pereira de Almeida, vice-presidente da organizadora do evento, a Reed Exhibitions Alcantara Machado.

Após um 2012 conturbado, com a queda nas vendas e na produção por conta da mudança na motorização dos veículos novos para o padrão de emissões Euro 5, a expectativa é de um crescimento de 8% nas vendas em 2013 sobre 2012, de 115 mil para 150 mil veículos, de acordo com o presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Luiz Moan. “Pela primeira vez temos todos os produtos, sem defasagem tecnológica, com 11 marcas no mercado que é o mais competitivo do mundo”, disse.

O conselheiro e responsável por feiras e eventos do Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores (Sindipeças), Antonio Carlos Bento, lembrou que o setor de veículos pesados responde por 33,9% do faturamento total de R$ 81,72 bilhões em 2012 e que deve chegar a R$ 83,92 bilhões em 2013, alta de 2,7%.

Ainda segundo Bento, até 2018, o mercado de caminhões crescerá 6,3% ao ano, o que mostra um aquecimento contínuo. O crescimento, de acordo com ele, ocorrerá na esteira da agricultura brasileira, das compras governamentais, principalmente escolares, do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do setor, dos programas de infraestrutura, das exportações e da entrada de novas montadoras no mercado.

Fonte: Estadão

Inscreva-se




Deixe sua opinião sobre o assunto!