Ford e Volvo separadas por apenas 22 caminhões até setembro

Cargo 2842 6X2 (53)




Em setembro a Volvo, mais uma vez, reduziu fortemente a diferença para a Ford no ranking acumulado de vendas de caminhões no País e, com isso, passou definitivamente a disputar a terceira posição no ranking. Apenas 22 unidades separaram as duas fabricantes no período, faltando somente um trimestre para a totalização do ano.

Enquanto o mercado total apontou alta de 13,4% nos nove primeiros meses deste ano perante idêntico período de 2012, a Ford apresentou vendas 6% menores na mesma comparação, totalizando 15 mil 424 unidades. Já a Volvo, se valendo do bom momento das vendas de caminhões semipesados e pesados, registrou na mesma comparação avanço de 45,2%, para 15 mil 402 caminhões.

Na ponta da tabela, com 30 mil 882 unidades vendidas nos nove primeiros meses do ano, a MAN registrou desempenho semelhante ao de igual acumulado do ano passado, com 0,4% de alta. Enquanto isso a Mercedes-Benz, vice-líder, apontou crescimento de 8,6% no mesmo comparativo, somando pouco mais de 28 mil unidades e reduziu a diferença para a conterrânea.

23156Em setembro do ano passado aproximadamente cinco mil unidades separavam as duas fabricantes de origem alemã no ranking de caminhões. Neste 2013 são exatas 2,8 mil.

A Scania segue na quinta posição, mas acumula o melhor desempenho dentre as grandes fabricantes, com 103,7% de aumento nas vendas de janeiro a setembro, totalizando 14 mil 356 unidades.

Na sexta posição a Iveco segue em ritmo de retomada, ao apontar de janeiro a setembro alta de 11%, somando 8 mil 483 caminhões. Na sétima colocação, muito distante, a International registrou vendas 25% maiores no período, com 412 caminhões comercializados.

A Agrale não acompanhou o ritmo de mercado e encerrou os nove primeiros meses em queda de 15,7%, somando 334 unidades, mas mantendo a oitava colocação.

Os 241 caminhões vendidos pela Caoa Hyundai de janeiro a setembro representaram avanço de 197,5% ante idêntico intervalo de 2012, conferindo à fabricante a nona posição do ranking.

Ônibus

23157Embora permaneça como líder absoluta nas vendas de chassis de ônibus com 40% de participação, a Mercedes-Benz apontou vendas 4,7% menores no acumulado dos nove primeiros meses ante o mesmo intervalo de 2012, para 9 mil 594 unidades. No mesmo intervalo o mercado como um todo cresceu 10%.

Com 21% de crescimento a MAN foi a segunda colocada no ranking, com 6 mil 967 unidades e, invertendo a situação nos caminhões, reduziu a margem para a ponteira.

A Agrale manteve a terceira colocação, registrando incremento superior ao de suas concorrentes, de 68%, para 4 mil 253 unidades.

Volvo e Iveco não repetiram em chassis de ônibus o mesmo êxito do mercado de caminhões. Na quarta colocação a Volvo viu suas vendas caírem 3,5% no acumulado dos nove primeiros meses, totalizando 1 mil 321 unidades. A queda da Iveco foi mais pronunciada, 21%, com 1 mil 28 chassis.

Na sexta posição do ranking a Scania comercializou 855 chassis de janeiro a setembro, 9,3% acima do volume registrado em iguais meses do ano passado. A International vendeu catorze chassis, queda de 71,4% na mesma comparação, e ficou na sétima colocação.

Fonte: Editora Autodata

Inscreva-se




Um comentário em “Ford e Volvo separadas por apenas 22 caminhões até setembro

Deixe sua opinião sobre o assunto!