Cometa comemora 65 anos com o lançamento de 4 ônibus ‘Flecha de Ouro’

viação cometa - flecha de ouro lxvPara encerrar as comemorações de seus 65 anos, a Viação Cometa S/A lança quatro ônibus de última geração que celebram o passado e a tradição da empresa. Com a pintura e o interior inspirados no clássico Flecha Azul, os novos veículos foram batizados de Flecha de Ouro LXV. A iniciativa atende a pedidos e sugestões de clientes, passageiros e aficionados por ônibus, os chamados busólogos. E também é reflexo do sucesso alcançado pelo modelo restaurado e customizado do Flecha Azul, que, entre agosto e outubro, fez 65 viagens comemorativas para marcar cada ano de história da empresa.

Os Flechas de Ouro LXV vão operar para todos os destinos estaduais e Federais alcançados pela Viação Cometa, sem horários predefinidos. A partir do dia 16 de dezembro às 9h, os ônibus estarão em exposição na rodoviária do Tietê. Já no dia seguinte será possível conferir o o hotsite do ônibus (www.cometa65anos.com.br) , e comprar passagens. No dia 19, as 14hs, os 4 flechas sairão enfileirados do Terminal Rodoviário Tietê para os destinos de Curitiba, Belo Horizonte, Araraquara e Poços de Caldas

Os Flechas de Ouro são veículos Mercedes-Benz de última geração, com dois e três eixos e carroceria NeoBus modelo New Road N10, e expressam os valores da empresa, que cultua sua tradição e oferece o que há de mais moderno para os clientes. Os veículos terão pintura metalizada com logotipo retrô, vidros fechados, lanternas de LED, ar-condicionado e revestimento interno totalmente moderno, com poltronas de couro vermelhas que lembram o estofamento que equipava o Flecha Azul. Já o emblema na parte traseira da carroceria terá LED interno iluminando o cometa colorido que faz parte da logomarca original da empresa. “Esses quatro veículos fecham com chave de ouro uma sequência nostálgica da Viação Cometa, iniciada com os Flechas de Prata e Azul”, afirma Marcelo Antunes, diretor da Viação Cometa.

Fonte: Divulgação

Adicionar a favoritos link permanente.
  • demetrio

    esse onibus é bonito, mas lindo mesmo são os antigos da cometa . Os dinossauros esses deixaram muitas saudades.

  • Tiago Vasconcelos

    Ótima iniciativa da Viação Cometa, mas ser mesmo pra fechar com chave de ouro a comemoração, mas o melhor mesmo seria se os chassis fossem Scania Modernos e melhor ainda seria se voltassem os Flechas azul todos Restaurados novos em folha!!!

  • Carlos Pansademula

    Comemorar com chassi Mercedes é o mesmo que cumprimentar o Pelé, chamando-o de Maradona…

  • Alex Fabiano

    Comemorar os 65 anos da empresa com chassis Mercedes? Que isso COMETA??? Flecha de Ouro… Seria mais que clássico quatro unidades dos Flecha Azul restaurados ou o Estrelão que também é um luxo!!!! Mas carroceria Neobus com chassis Mercedes, não tem nada de emocionante para “fechar com chave de ouro” as comemorações da empresa. Se reestilizassem mais três Dino como fizeram com o Flecha LXV ou com o Estrelão, aí sim seria encerrar não só com Flecha de Ouro, mas sim, com chave de ouro. Já pensou, Estrelão Flecha de Ouro LXV… clássico, já que não querem mais os Dinossauros.

  • Raul Guilherme

    Sou do tempo em que viajar de Curitiba a São Paulo era obrigatoriamente feito a bordo dos GM Coach, depois os Dinossauros, por fim os Flechas. A Cometa já foi a empresa com maior número de ônibus com motor e chassis Scania. Chegar aos 65 anos é uma peripécia num Brasil de estradas mal-conservadas, onde falta o mínimo da infraestrutura viária, mas onde também trafegam veículos pesados (caminhões e ônibus) similares aos do Primeiro Mundo, graças à eletrônica embarcada. Ou seja: quem hoje dirige um desses modelos, precisa estar extremamente atualizado quanto às novas tecnologias – com o agravante da falta de motoristas em todo o país. Assim, comemorar 65 anos é ganhar um voto de louvor de todo e qualquer usuário da Cometa – mas, desculpem: Mercedes-Benz + Neobus nem de perto significam a glória de uma empresa que soube, sempre, preservar a imagem, primeiro, dos GM Coach; mais tarde, dos Scania encarroçados pela Ciferal e, por fim, CMA. De qualquer forma, vale o registro.